VIDA - Mais de 2 mil bebês nasceram em Araçatuba em 2021

Miguel e Alice foram os nomes mais registrados de recém-nascidos em Araçatuba no ano passado

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Alice e Miguel foram os nomes mais utilizados pelos pais em Araçatuba para o registro de bebês ao longo de todo o ano de 2021. Foram 36 crianças registradas com cada um desses nomes na cidade entre janeiro e dezembro do ano passado.

O levantamento foi feito pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL junto ao Portal da Transparência do Registro Civil, que reúne os 7.667 cartórios de todo o país, incluindo os da área de cobertura do SRC.

Em Araçatuba, foi registrado o nascimento de 2.212 bebês no ano passado, e, além de Alice e Miguel, outros nomes bastante lembrados pelos pais foram Helena, com 33 registros; Théo, com 28; e Gabriel, com 27.

Os nomes Bernardo (24), Samuel (24) e Arthur (23) também foram bem lembrados para bebês do sexo masculino. Para o sexo feminino também foram bem utilizados os nomes Maitê (26), Maria Eduarda (19) e Laura (19).

Já em Birigui, também houve empate de dois nomes entre os preferidos. Miguel e Arthur foram escolhidos 22 vezes cada um. Na cidade foram 1.233 bebês que nasceram em 2021. Outros nomes bem lembrados foram Gael, que teve 20 registros; Helena, com 19; e Davi, com 18.

O nome Miguel foi o mais escolhido nas principais cidades da região, com 109 bebês registrados entre Araçatuba, Andradina, Birigui, Penápolis e Três Lagoas (MS).

Em Andradina, por exemplo, Miguel liderou o ranking do ano passado, com 15 registros entre os 681 bebês que nasceram na cidade. Por lá, Arthur e Laura ficaram na segunda posição, com 11 lembranças cada; seguidos de Alice com 9; e Heitor com 8 registros.

Para os pais de Três Lagoas, Miguel também ficou no topo dos nomes mais escolhidos. Foram 28 bebês nascidos no ano passado que possuem esse nome. A cidade teve, ao todo, 1.930 partos registrados com sucesso. Heitor veio em segundo lugar, com 27 bebês; Alice em terceiro, com 26; Helena em quarto, com 25; e Arthur em quinto, com 22.

Penápolis foi a única das maiores cidades da região que não teve Miguel entre os cinco nomes mais escolhidos. Na cidade, dos 675 bebês nascidos no ano passado, Helena foi o nome mais escolhido com 12 registros; Theo e Arthur ficaram empatados em segundo lugar com 11; e Antonella e Davi tiveram 8 registros cada um.

Brasil

A lista de nomes mais comuns registrados no país em 2021, divulgada pela Associação Nacional dos Registrados de Pessoas Naturais (Arpen Brasil), mostrou que Miguel, com 28.301 registros, entre os homens, e Helena, com 21.890 registros, entre as mulheres, foram os mais escolhidos.

Este é o segundo ano consecutivo que tais nomes lideraram ranking. A Arpen ainda destacou um novo rol de preferidos, como Gael, que até 2019 não aparecia na lista dos 50 nomes mais escolhidos e, em 2020, passou a ocupar a décima posição, e em 2021 foi o terceiro nome mais escolhido entre os meninos.

Entre as mulheres, a associação observou o aparecimento de nomes curtos e bíblicos na lista dos 50 mais comuns, como Eloá e Liz, pela primeira vez, ranqueados entre os mais buscados.

Foram quase 2,5 milhões de recém nascidos em 2021 registrados nos 5.570 municípios brasileiros.

 

Veja também

Araçatuba bate novo recorde de infecções em 24 horas pela Covid-19

Araçatuba bateu novo recorde de casos positivos de Covid-19 em apenas 24 horas. Foram constatadas …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *