COMEMORAÇÃO - Secretário de Saúde de Andradina, João Leme, comemora índices de vacinação no município

Secretário credita à vacinação a queda nos casos de covid e faz apelo por segunda dose aos moradores

Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Com mais de 41 mil doses de vacinas contra a covid-19 aplicadas, Andradina comemora a diminuição dos casos e mortes por covid-19 no município. Na última atualização do mês de junho, a prefeitura havia contabilizado duas mortes no período de uma semana de moradores do município por causa do vírus.

De acordo com dados do Vacinômetro, gerido pelo governo do estado de São Paulo, Andradina já aplicou 41.586 doses de imunizantes contra a covid-19, sendo 30.764 em primeira dose e 10.351 em segunda dose. A meta da secretaria de saúde é completar o ciclo vacinal nos mais de 44 mil adultos acima de 18 anos, que são a maior parte dos mais de 57 mil habitantes do município.

De acordo com o secretário municipal de saúde de Andradina, João Leme, o complemento do ciclo vacinal com as duas doses de vacinas como CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer, está sendo fundamental para a diminuição dos números da pandemia.

“A gente já nota em Andradina, e também no Brasil todo, uma diminuição da taxa de transmissão, isso é muito importante. Mas a gente só conseguiu isso quando, de maneira expressiva, foram aplicadas duas doses da vacina. Os casos de internação começaram a cair, consequentemente de óbitos também começou a cair”, afirmou João Leme em entrevista ao SRC.

Por causa disso, o titular da pasta da saúde faz um apelo à população andradinense, mas que serve também para moradores de todos os municípios: para que se vacinem com as duas doses, para que o ciclo se complete e os números melhorem ainda mais.

A única exceção a esta regra são os moradores vacinados com a Janssen, que é aplicada em dose única. Para isso, há informações sobre o fabricante no cartão de vacinação do público já imunizado, como explica o secretário.

“É preciso duas doses daquelas vacinas que necessitam, não percam a data, vacinem-se, porque quem está derrotando e virou o jogo foi a primeira e a segunda dose na data marcada que nós temos no nosso cartão de vacina. Apelo para aqueles vacinados que tem a segunda dose que procurem a segunda dose, é muito importante”, ressaltou o secretário.

Ele ainda lembra que não há problema na criação de anticorpos contra o vírus caso a pessoa se atrase para receber a segunda dose, o que não pode é deixar de tomá-la.

“Quem perdeu o prazo pode ir atrasado, não tem problema, entre ir adiantado ou atrasado a gente até prefere o atrasado porque garante a efetividade. Se perdeu o prazo por um motivo de doença, de viagem, tudo bem, mas por negligência no meio da pandemia, isso é uma coisa inaceitável”, informou. O secretário João Leme ainda foi simples e direto sobre a questão da escolha de vacinas. “Todas as vacinas são importantes”, completou. (Colaborou Jade Oliveira)

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

FEMINISMO – ser mulher nos dias de hoje é…

Compartilhe esta notícia! Jéssica Brandão Você sabe qual o papel da mulher na sociedade? Talvez …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *