Servente é assassinado a tiros em Araçatuba

O servente Thiago William do Nascimento Carvalho, de 37 anos, foi morto a tiros na noite de terça-feira (16) na rua Padre Ângelo Rudelo, no bairro Águas Claras, em Araçatuba. O autor dos disparos fugiu e até o fechamento dessa edição não tinha sido localizado. Segundo informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, a vítima é a mesma que em 2019 foi baleada pelo irmão, um policial militar que trabalhava na época no Rio de Janeiro, após agredir a própria mãe.

Segundo informações da polícia, o assassinato de Carvalho ocorreu por volta das 21h. O homem foi encontrado caído na rua da casa onde morava, ferido por diversas perfurações. Uma unidade do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionada, mas a morte foi constatada ainda no local.

Os policiais militares estiveram presentes, isolaram a área para o trabalho da perícia técnica. O laudo deverá ficar pronto em até 30 dias para auxiliar nos trabalhos de investigação. Uma equipe da Delegacia de Homicídios também esteve presente e iniciou as apurações. Foram recolhidos cartuchos e alguns projéteis caídos no asfalto.

Nenhuma testemunha foi encontrada. O autor dos disparos fugiu e não foi localizado. A partir de agora, os investigadores tentariam encontrar imagens de câmeras de segurança para identificar a autoria. O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal), onde passou por exame necroscópico.

TENTATIVA DE HOMICÍDIO

Em setembro de 2019, o homem já havia sido baleado pelo próprio irmão, um policial militar que na época trabalhava no Rio de Janeiro. A família estaria em uma festa de casamento quando Carvalho teria se exaltado e derrubado uma caixa de som. A mãe, percebendo a situação, decidiu ir embora com o filho. No meio do trajeto, a confusão continuou.

Ao chegarem em casa, ele partiu para cima da mãe e começou a agredi-la. Ela, com medo daquela situação, saiu do local e ficou escondida em outro lugar por cerca de 40 minutos. O irmão de Carvalho também estava no casamento, ficou sabendo da confusão e voltou para casa.

Chegando lá encontrou o irmão totalmente transtornado, segurando um objeto metálico em uma das mãos. O PM pensou em se tratar de uma faca, pediu para que largasse o objeto, mas foi em vão. Ele partiu para cima do policial, que teve que atirar, atingindo o braço. Ambos foram presos, mas acabaram liberados durante audiência de custódia.

Veja também

Homem é preso com rifle, em Araçatuba

Um homem foi preso durante o fim de semana, em Araçatuba, depois de ser flagrado …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *