Mecânico mata a esposa com golpes de ferro de passar, marreta e faca

O mecânico Nelson Boaventura da Silva, de 54 anos, foi preso na tarde de terça-feira (4) depois de assassinar a esposa, Rita Fernandes Soares, e tentar cometer suicídio na casa onde moravam na rua Jesus Trujilo, no bairro Benfica, em Andradina. Ele vai responder por feminicídio, cuja pena pode chegar a 30 anos de prisão.

Segundo informações do boletim de ocorrência, os policiais militares faziam patrulhamento quando receberam informações do Copom (Central de Operações da Polícia Militar) para comparecerem até o endereço para atendimento do ocorrido. Chegando lá, as equipes encontraram o autor em pé, ao lado do corpo da mulher.

A unidade do Resgate chegou em seguida e fez o socorro da vítima até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento). Apesar de todos os esforços dos socorristas e das equipes médicas, ela não resistiu aos ferimentos e morreu alguns minutos depois de ter dado entrada na unidade hospitalar.

Já o mecânico permaneceu no local aguardando o retorno da viatura de Resgate para também ser socorrido, já que apresentava alguns ferimentos superficiais. Enquanto isso, ele conversou com os PMs e contou que enfrenta problemas de depressão e durante a manhã passou por perícia no INSS. A esposa dele o acompanhou e teria dito ao médico que o marido estaria com pensamentos suicidas. O homem não concordou com a fala da companheira, mas guardou para si.

Ao retornarem, o casal almoçou e se deitou na cama de casal para cochilar. O mecânico acordou antes da esposa e revelou que a única coisa que tinha em mente era matá-la. Diante disso, ele se apoderou de um ferro de passar e a golpeou na cabeça enquanto a vítima ainda dormia. A mulher acordou, saiu correndo, mas foi perseguida pelo marido, que também se apoderou de uma marreta e continuou com as agressões.

Por fim, já em frente da residência, Nelson desferiu três facadas contra a mulher. Na sequência, ele tentou se matar, mas não conseguiu. Diante da confissão, ele foi algemado e levado até a delegacia para prestar esclarecimentos. A área foi isolada para o trabalho da perícia técnica. O laudo deverá ficar pronto em até 30 dias.

De acordo com pesquisas realizadas pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), o casal não tinha histórico de violência e o suspeito não registrava passagens criminais. Ele permaneceu preso em flagrante por feminicídio e já está à disposição da Justiça. A Polícia Civil abriu inquérito para dar prosseguimento aos trabalhos de apuração do ocorrido.

Veja também

Jovem é encontrado morto em canaleta de avenida em Birigui

O jovem Matheus de Almeida Moreira, de 20 anos, foi encontrado morto em uma canaleta …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *