14.7 C
Araçatuba
quarta-feira, agosto 10, 2022

Homem perde mais de R$ 160 mil em golpe da falsa venda de carro pela internet

A Polícia Civil de Araçatuba abriu inquérito para investigar mais um caso de estelionato com a falsa venda de veículos pela internet. O prejuízo dessa vez foi grande. Um contador, de 46 anos de idade, perdeu mais de R$ 160 mil após tentar comprar uma caminhonete Toyota/Hillux.

A vítima procurou a Central de Flagrantes na noite de sexta-feira (22) para registrar boletim de ocorrência. Ele contou em depoimento aos investigadores que há alguns dias iniciou uma negociação com um homem de São Paulo, capital paulista, após se interessar pelo anúncio da venda da caminhonete em um site de compra e venda na internet.

A partir disso, os dois combinaram que primeiramente seriam feitos dois depósitos no valor de R$ 30 mil, o que foi feito pelo declarante. Passados alguns dias, a vítima fez o último depósito, dessa vez com o valor mais alto, de R$ 132.400,00. Totalizando um prejuízo de R$ 162.400,00.

Acontece que desde então, o estelionatário não atende mais as ligações do contador e desapareceu. A caminhonete também não foi enviada a ele, conforme o combinado. A Polícia Civil de Araçatuba abriu inquérito pelo terceiro distrito policial do município para dar andamento às investigações, mas até agora não conseguiu encontrar nenhum suspeito de ter praticado o crime.

ORIENTAÇÕES

Casos assim são comuns na cidade. Por isso, ter atenção é a melhor forma de prevenção, principalmente quando o assunto envolve uma negociação pela internet. De acordo com o delegado da Polícia Civil de Araçatuba, Getúlio Nardo, sempre quando existe um valor bem abaixo do mercado, é preciso desconfiar.

“Como diz o ditado, quando a esmola é muita, o santo desconfia. Então, sempre que vir um anúncio de algo que é mais barato que o valor de mercado, ou se alguém pedir algo adiantado para depois mandar o produto, desconfie. É golpe”, orientou.

No ano passado, Araçatuba registrou quase mil golpes de diferentes modos, cerca de três estelionatos por dia no município. Outro problema é com a questão das investigações, já que muitas vezes os bandidos utilizam nomes falsos ou até mesmo de ‘laranjas’ para poderem receber o dinheiro, o que dificulta o rastreamento para esse tipo de situação.

Ultimas Noticias