22.6 C
Araçatuba
quarta-feira, maio 25, 2022

Conheça os Patrimônios da Humanidade que ficam no Brasil

Vanessa Castro/Ministério do Turismo – BRASÍLIA

Que o Brasil possui incontáveis riquezas naturais e culturais todo mundo já sabe, mas algumas delas são reconhecidas internacionalmente por seu valor inestimável para a humanidade. A Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) identifica e cataloga esses atrativos a fim de protegê-los e preservá-los para as demais gerações.
Eles são divididos entre Patrimônio da Humanidade Cultural, Natural e Misto – este último quando um único lugar possui características singulares dos dois segmentos. Os Patrimônios Mundiais, como também são chamados, podem ser prédios, monumentos, paisagens ou cidades inteiras. Atualmente, existem 23 desses lugares espalhados pelo Brasil, entre 15 Culturais, sete Naturais e um Misto. Nesta edição, conheça os 15 patrimônios culturais do Brasil.
“É muito importante que os brasileiros conheçam as riquezas do seu próprio país, que muitas vezes estão na sua cidade, no seu bairro ou em um município vizinho. A riqueza cultural e natural do Brasil é inquestionável. Temos capacidade para ter muitos outros Patrimônios Mundiais em todos os estados brasileiros”, destacou o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.
“O patrimônio cultural brasileiro é de fundamental importância para a memória, para a identidade de um povo. Na cultura brasileira, os seus patrimônios foram devidamente resgatados e devolvidos ao povo simples e sua herança civilizacional. A nossa cultura é linda e todo brasileiro deve conhecer a nossa história“, destacou o secretário Especial da Cultura, Mario Frias.
A presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Larissa Peixoto, explica que o Instituto é responsável pela conservação, salvaguarda e monitoramento dos bens culturais brasileiros inscritos na lista dos Patrimônios Mundiais da Unesco, e que o país possui outros bens tombados em âmbito nacional.
“Temos muito orgulho de ter tantos locais considerados Patrimônio da Humanidade pela Unesco. A nível federal, temos muitos outros bens protegidos pelo Iphan de valor inestimável para a cultura brasileira e que possuem um grande potencial de geração de emprego e renda por meio do turismo cultural”, ressaltou.
Que tal adicionar algum desses destinos tão importantes para a humanidade no planejamento da sua próxima viagem? Saiba agora onde estão cada um desses atrativos únicos que todo mundo deveria conhecer.

 

PATRIMÔNIOS CULTURAIS DA HUMANIDADE NO BRASIL

1. Cidade Histórica de Ouro Preto (MG)
Ouro Preto foi a primeira cidade a receber o título de Patrimônio da Humanidade pela Unesco no país, em 1980. A cidade tem papel importante na história do Brasil: foi palco da Inconfidência Mineira, já foi capital do estado (até 1897) e teve seus tempos de glória no período da exploração do ouro.

2. Centro Histórico de Olinda (PE)
Olinda respira história e beleza. Ela foi a segunda cidade brasileira a ser declarada Patrimônio da Humanidade, em 1982. O centro histórico abrange uma área de 1,2 quilômetro quadrado e cerca de 1.500 imóveis, entre edifícios coloniais do século 16 e fachadas de azulejos dos séculos 18 e 19, além de obras neoclássicas e ecléticas do início do século 20.

 

3. Ruínas de São Miguel das Missões (RS)
As Ruínas de São Miguel das Missões estão localizadas próximas à fronteira com a Argentina, a 476 km de Porto Alegre (RS). Elas foram reconhecidas pela Unesco em 1983 em conjunto com outros cinco sítios arqueológicos semelhantes do país vizinho.

4. Centro Histórico de Salvador (BA)
Considerada Patrimônio da Humanidade desde 1985, a cidade de Salvador foi a primeira capital do Brasil (1549 a 1763). Edificada sobre uma colina, em ponto estratégico da costa brasileira, teve como objetivo centralizar as ações de Portugal na América.

5. Santuário do Bom Jesus de Matosinhos (MG)
Considerado uma das obras-primas do barroco mundial, o Santuário do Bom Jesus de Matozinhos foi reconhecido como Patrimônio da Humanidade em 1985. Situado em Minas Gerais, no município de Congonhas, o Santuário começou a ser construído na segunda metade do século 18.

6. Brasília (DF)
O conjunto urbanístico e arquitetônico de Brasília foi reconhecido como Patrimônio Mundial em 1987. Ele foi o primeiro bem contemporâneo reconhecido pela Unesco. Até então, apenas monumentos centenários localizados em cidades históricas como Paris e Roma faziam parte da lista. Desde então, a capital do Brasil detém a maior área tombada do mundo (112,5 km²).

7. Parque Nacional da Serra da Capivara (PI)
O Parque Nacional Serra da Capivara é conhecido por suas belezas naturais, mas, apesar de ser uma unidade de conservação, o local foi reconhecido pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade por preservar vestígios da mais remota presença do homem na América do Sul. Na área tombada foram localizados cerca de 400 sítios arqueológicos. A maioria deles contém painéis de pinturas e gravuras rupestres de grande valor estético e arqueológico.

8. Centro Histórico de São Luís (MA)
O Centro Histórico de São Luís do Maranhão foi inscrito como Patrimônio Mundial em 1997. O local é um exemplo de cidade colonial portuguesa que tem conservado suas características urbanas harmoniosamente integradas ao ambiente que o cerca.

9. Centro Histórico de Diamantina (MG)

O Centro Histórico de Diamantina (MG) foi reconhecido como Patrimônio Mundial em 1999. Localizada na Serra do Espinhaço, no norte de Belo Horizonte, a cidade se desenvolveu a partir da exploração de minérios e, principalmente, do diamante. A arquitetura de origem portuguesa, as ruas de pedras e as ladeiras fazem de Diamantina única.

10. Centro Histórico de Goiás (GO)

O Centro Histórico da cidade de Goiás é um Patrimônio da Humanidade desde 2001. Entre os edifícios históricos estão as igrejas do Rosário, de Santa Bárbara, de Nossa Senhora do Carmo e de Nossa Senhora da Abadia. Já na margem esquerda do Rio Vermelho, encontram-se os edifícios oficiais mais representativos, como a Igreja Matriz de Santana, o Palácio do Governo (Conde dos Arcos), o Quartel do Vinte, a Casa de Fundição, a Casa de Câmara e Cadeia e o Chafariz de Cauda.

11. Praça São Francisco, em São Cristóvão (SE)
A Praça São Francisco, intitulada Patrimônio da Humanidade em 2010, está localizada na quarta cidade mais antiga do Brasil, São Cristóvão (SE). A praça é um conjunto monumental composto de edifícios públicos e privados que representam o testemunho do período no qual as coroas de Portugal e Espanha estiveram unidas, entre 1580 e 1640.

12. Rio de Janeiro, paisagens cariocas entre a montanha e o mar
Um dos cartões-postais mais conhecidos do mundo, o Rio de Janeiro também entra na lista dos Patrimônios Culturais da Humanidade no Brasil. O título de primeira paisagem cultural urbana foi dado às paisagens cariocas entre a montanha e o mar em 2012 de forma inédita pela Unesco.

13. Cais do Valongo – Rio de Janeiro (RJ)
Principal porto de entrada de africanos escravizados no Brasil e nas Américas, o Cais do Valongo, localizado no Rio de Janeiro (RJ), passou a integrar a lista do Patrimônio Cultural da Humanidade em 2017. Por lá, passou cerca de um milhão de africanos escravizados em cerca de 40 anos, o que o tornou o maior porto receptor de escravos do mundo.

14. Conjunto Moderno da Pampulha (MG)
O Conjunto Moderno da Pampulha, em Belo Horizonte, recebeu o título de Patrimônio Mundial pela Unesco em 2016. A Pampulha é o primeiro bem cultural a receber o título de Paisagem Cultural do Patrimônio Moderno.

15. Sítio Roberto Burle Marx (RJ)
O Sítio Roberto Burle Marx (SRBM), localizado na capital fluminense, foi o mais recente atrativo brasileiro a ingressar na lista de Patrimônio da Humanidade. Ele foi classificado na categoria Paisagem Cultural, que reconhece bens que possibilitam a interação entre o ambiente natural e as atividades humanas, resultando em uma paisagem natural modificada.

 

 

 

Ultimas Noticias