17.7 C
Araçatuba
quarta-feira, junho 29, 2022

Morre o empresário e jornalista Nivaldo Franco Bueno, fundador do SRC

A comunicação está de luto. Faleceu na manhã deste sábado (1), em Araçatuba (SP), o empresário Nivaldo Franco Bueno, aos 76 anos, fundador do Sistema Regional de Comunicação – SRC – um dos mais destacados grupos de comunicação do interior de São Paulo e Mato Grosso do Sul. O SRC completou 50 anos de fundação no ano passado. O velório será neste domingo (2) das 09h às 13h na Capela Cardassi em Andradina.

Nascido Nivaldo Bueno Franco da Rocha no dia 17 de setembro de 1945, em Bauru, o empresário começou em rádio ainda muito jovem, praticamente criança. Jovem, foi para São Paulo, trabalhando em várias rádios, já com o nome de Nivaldo Franco Bueno. Atuou também em jornais. Desde de cedo revelou competência em comunicação e refinado tino comercial.

Foi assim que ao intermediar a venda da Rádio Urubupungá, em Andradina, em 1971, recebeu o convite para gerenciar a emissora, que mais tarde foi comprada por ele, sendo a primeira do grupo, hoje presente e, várias cidades de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Com estilo próprio, Nivaldo desenvolveu um sistema de gestão que fez sucesso, fortalecendo a informação, entretenimento e a área comercial

Fruto do seu estilo, hoje o SRC abrange uma população de aproximadamente 3 milhões de pessoas, com rádios, TV e jornal, além do portal lr1.com.br e redes sociais.

TRAJETÓRIA

Nivaldo Franco Bueno chegou a Andradina em 1971 e rapidamente conquistou seu espaço. Depois ampliou as ações para Araçatuba, Três Lagoas e Lins. Em todas essas cidades recebeu o título de cidadão honorário pelos relevantes serviços prestados. Também teve intensa atuação política, com aproximação de líderes de diferentes tendências e partidos. Sempre convidado, jamais aceitou disputar eleição.

REPERCUSSÃO

A morte de Nivaldo Franco Bueno teve repercussão imediata. O prefeito de Andradina, Mário Celso Lopes, decretou luto oficial no município por três dias. O prefeito de Araçatuba Dilador Borges Damasceno e o presidente da Câmara de Araçatuba, Alceu Batista, emitiram nota de pesar. Muitos amigos se manifestaram em redes sociais. O ex-prefeito de Andradina, Ernesto Antonio da Silva, que quando vereador propôs o primeiro título de cidade Nivaldo, destacou o seu legado de trabalho e dinamismo. “O Nivaldo sempre estava à frente de seu tempo”, disse.

FAMÍLIA

Nivaldo era casado com a professora Adeliz Regina Fernandes Rocha e deixou três filhos- Marcelo, Márcio e Alexandra, que agora terão a missão de continuar o seu legado de trabalho e dedicação à comunicação.

Ultimas Noticias