Home Cidades Araçatuba ‘Fechado com Bolsonaro’ e com discurso anticorrupção, Maffeis vence em Birigui

‘Fechado com Bolsonaro’ e com discurso anticorrupção, Maffeis vence em Birigui

8 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

ARNON GOMES – BIRIGUI

A vitória do empresário Leandro Maffeis em Birigui, no último domingo, contrariou a maior parte das pesquisas de intenções de votos que, às vésperas da eleição, indicava a reeleição folgada do prefeito Cristiano Salmeirão (PTB).

Apuradas as urnas, o candidato do PSL recebeu 25.480 votos – 48,76% da votação válida. Foi uma diferença de 7.124 votos. Salmeirão obteve a preferência de 18.356 eleitores (35,13%).

Na terceira posição, ficou o vereador José Fermino Grosso (PSDB), 5.249 votos (10,04%). Na sequência, Rafael Zago (PDT), com 2,86%; Geraldo Martins (PT), 2,71%; e Professor Renato (PCdoB), 0,49%.

Apesar da improvável vitória, segundo institutos de pesquisa, Maffeis foi o candidato que mais cresceu nos 45 dias de campanha. No período pré-eleitoral, houve quem apostasse que a disputa fosse ficar entre Fermino e Salmeirão devido aos fortes embates e às trocas de acusações ocorridas nos últimos anos, além de serem nomes conhecidos no meio político.

Maffeis, por sua vez, soube explorar a popularidade de Jair Bolsonaro no município – no segundo turno da eleição de 2018, o atual presidente recebeu 83% dos votos de Birigui. Assim, filiado ao PSL, antigo partido do chefe da nação, Maffeis associou, ao máximo, sua imagem à de Bolsonaro na campanha. À sua coligação, que tinha apenas o PSD como aliado, deu o nome de “Birigui acima de tudo, Deus acima de todos”, semelhante ao usado por Bolsonaro na vitória ocorrida há dois anos: “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”.

Aliou isso a um discurso forte contra a corrupção. Nos últimos dias de campanha, sua propaganda eleitoral “bateu” forte no envolvimento de aliados de Salmeirão na Operação Raio-X, que apurou esquema de desvio de recursos na saúde.

Dois dias antes da eleição municipal, em sua rede social, Maffeis escreveu: “Não participei de nenhum processo como réu. Não fui demitido de nenhum emprego por roubo. Não fui jamais acusado de qualquer crime em minha vida. Não vou perseguir nenhum servidor público. Não vou acabar com nenhum direito”.

No sábado, véspera do pleito, organizou o que definiu como “carreata contra a corrupção”, com concentração na Avenida Nove de Julho.

Assim, mesmo sem nunca ter participado de uma eleição para prefeito, Maffeis aparecia em segundo lugar na maioria das pesquisas; em sondagens divulgadas por seus aliados, porém, era o primeiro colocado.

Biriguiense nascido em 23 de junho de 1980, Maffeis tem 40 anos de idade. É empresário, casado e tem o ensino superior completo. Seu vice é o trabalhador da construção civil Francisco Carlos Gallindo, de 50 anos, que, conforme informações fornecidas à Justiça Eleitoral, lê e escreve.

RECONHECIMENTO

Ontem, um dia após a eleição, seus adversários usaram as redes sociais para cumprimentá-lo pela vitória nas urnas.

Salmeirão escreveu: “Quero ainda desejar boa sorte ao prefeito eleito Leandro Maffeis. Adotei a atitude de não atacar meus adversários durante a campanha e, obviamente, não vou atacar ninguém depois. A disputa eleitoral terminou. Somos todos biriguienses. Desejo o melhor a Birigui, pois nossa cidade merece!”

Rafael Zago: “Gostaria de registrar meus cumprimentos ao novo prefeito e lembrá-lo que entrar bem é fácil, porém, o que esperamos é que saia bem. Saindo bem é sinal de que fez o melhor pela cidade, que é o objetivo primário de uma eleição: escolher alguém que represente nossos anseios e atenda nossas demandas na Prefeitura.”

 

 

Com menos cadeiras, Câmara renova 60%

 

A exemplo de Araçatuba, a Câmara de Birigui terá uma renovação de 60% em sua composição a partir do ano que vem.

Entre os novatos, está Paulinho do Posto (Avante), o candidato a vereador mais votado, sendo escolhido por 1.644 eleitores.

Além dele, as outras caras novas são: Everaldo Santelli (PV), que recebeu 1.320 votos; Cabo Wesley (PSL), 1.136; Si do Combate ao Câncer (Avante), 1.089; Marcos da Ripada (PSL), 1.066; Tody da Unidiesel (Cidadania), 955; André Fermino (PSDB), 912; Dra. Osterlaine (DEM), 571; e Wagner Mastelaro (PT), 467.

Os seis reeleitos foram: Benedito Dafé (PSD), com 1.437 votos; Cesinha Pantarotto (PSD), 891; Fabiano Amadeu (Cidadania), 857; Vadão da Farmácia (PTB), 739; e Zé Luiz Buchala (Patriota), 719.

A partir da legislatura que começa no próximo ano, a Câmara de Birigui terá 15 vereadores, dois a menos do que na atual composição.

 

 


Compartilhe esta notícia!