Home Cidades Araçatuba Entidade estima abertura de até 150 vagas de emprego temporárias no comércio de Araçatuba

Entidade estima abertura de até 150 vagas de emprego temporárias no comércio de Araçatuba

9 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Com a proximidade de períodos como a Black Friday e o Natal, o comércio de Araçatuba deve abrir centenas de vagas de emprego temporárias a partir deste mês de novembro. Estimativa feita pelo Sincomércio, o Sindicato do Comércio Varejista de Araçatuba, a pedido da reportagem do jornal O LIBERAL, aponta que devem surgir, pelo menos, 150 novas vagas de trabalho no setor neste ano.

O número é considerado bom, já que o mundo ainda vive em meio à pandemia do novo coronavírus, e a maior parte das lojas ficou de portas fechadas por pelo menos 4 meses ao longo do ano. Em comparação com o ano passado, porém, caso o número de vagas abertas se confirme, serão menos empregos temporários em relação ao ano passado, quando mais de 200 oportunidades foram abertas.

Mais de 100 oportunidades de emprego já estão abertas e sendo anunciadas na internet, em sites como o “Infojobs” e o “Empregos”. São vagas para vendedor, recepcionista, auxiliar de distribuição, estoquista, operador de produção, líder de crediário, dentre outras chances para uma recolocação no mercado.

Segundo Gener Silva, presidente do Sincomércio, os bons resultados alcançados pelo setor de brinquedos e roupas infantis no dia das crianças animaram empresários, que estão aguardando um período natalino ainda melhor.

“A semana da criança foi ótima para o comércio, as indústrias que produzem brinquedos para crianças tiveram mais de 100% de aumento na produção para atender a demanda. E em Araçatuba, o comércio no período natalino é muito forte, existe sim uma perspectiva, pelos estudos que o sindicato está fazendo, de uma media de 150 empregos temporários neste período”, afirmou Silva.

A reportagem conversou com gerentes de lojas do centro de Araçatuba e há pretensão de contratações já para as próximas semanas. É o caso de uma loja de esportes, que fica no calçadão da Marechal, que trabalha atualmente com 6 pessoas no turno diário. Há uma unidade também no Araçatuba Shopping, e a perspectiva é para contratação de pelo menos dois funcionários por loja.

Segundo um dos encarregados dos estabelecimentos, as contratações devem ocorrer após as eleições, quando houver estabilização política e a certeza de foco total do público no período natalino.

Em uma loja de presentes do calçadão, quatro funcionárias atendem à clientela ao longo do ano e o local já está recebendo currículos para novas contratações. Segundo a gerente do estabelecimento, serão pelo menos mais 3 novas vagas de emprego no local, sendo que há também a perspectiva de contratação de funcionários fixos, para aumentar permanentemente o quadro da loja.

A gerente afirma que, após o feriado da consciência negra, no dia 20 de novembro, as pessoas que estão deixando currículos na loja começarão a ser contactadas para entrevistas.

Já em um estabelecimento de rede do centro da cidade, que possui atualmente cerca de 20 funcionários em seu quadro, a perspectiva é de um aumento de 15% do número de colaboradores, com a contratação de mais três atendentes para o período natalino.

Permanência

As vagas de emprego temporárias sempre trazem expectativa de permanência aos contratados logo após o período natalino. Mesmo quando isso não ocorre, o período de trabalho temporário tem sido mais longo nos últimos anos, preenchendo praticamente todo o mês de janeiro e cobrindo também o período de trocas de presentes.

Para Gener Silva, as trocas são um momento bom, porque ajudam no crescimento das vendas. Ele diz que a competência do funcionário contratado pode ser determinante para uma possível permanência no emprego pós-Natal.

“O período de natal está sendo estendido até janeiro, está sendo um período muito forte devido à troca de presentes e novas compras. Esse tipo de atividade intensificou muito nos últimos anos. Então há essa perspectiva sim, mas claro que se leva em conta a competência e a qualidade do funcionário. Na medida que ele se esforce e seja competente ele tem o seu lugar garantido”, disse.

Estabilidade

Mesmo com o receio de parte dos empresários sobre a permanência da abertura do comércio após as eleições, a direção do Sincomércio acredita que não haverá problemas quanto a isso, visto que os casos de covid-19 no município estão controlados e a população e os lojistas já entenderam que é necessária a prevenção.

“Estou bastante focado nesta questão com a federação do comércio, não existe essa possibilidade não, esse período vai ser muito bom, um período de Natal e forte para o comércio, sem dúvidas”, conclui Gener Silva.

MOVIMENTO – População já começa a buscar produtos natalinos no comércio local

Compartilhe esta notícia!