Home Cidades Araçatuba Vereador acusa Dilador de perder R$ 1 milhão para o Córrego Alvoradinha

Vereador acusa Dilador de perder R$ 1 milhão para o Córrego Alvoradinha

5 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

Historicamente o Córrego Alvoradinha, que corta o Bairro Alvorada, em Araçatuba, sempre causou transtornos, com alagamentos. A situação começou a mudar quando o vereador Cláudio Henrique da Silva começou a jogar peso político para buscar solução. Com forte atuação no bairro, ele assumiu esse compromisso, cobrando prefeito e deputados. Na sessão de segunda-feira, o vereador acusou a administração de Dilador Borges Damasceno de negligenciar a apresentação de projeto ao Fundo Estadual de Defesa dos Interesses Difusos (FID), da Secretaria da Justiça e Cidadania. Com isso o município deixou de receber R$ 1 milhão para investir no Córrego Alvoradinha.
Segundo o professor Cláudio, antes da execução das obras, o Alvoradinha alagava muitas casas no trecho entre a Eça de Queiroz e o Ribeirão Baguaçu. “Como medida paliativa, os prefeitos promoviam limpeza e ações de desassoreamento, aumento a capacidade de vazão. Depois conseguimos emenda de R$ 300 mil e o ex-prefeito Cido Sério investiu mais de R$ 300 mil do município, fazendo a canalização com gabiões no trecho final. O problema próximo à Rua Eça de Queiroz foi resolvido”, disse o professor Cláudio, lembrando que era feita limpeza em outros trechos. “Esse foi o único prefeito que não limpou o Alvoradinha. Não fez nada no Alvorada”, disse.

DINHEIRO PERDIDO
Quanto aos recursos de R$ 1 milhão, o professor Cláudio disse que ele conseguiu R$ 500 mil e o vereador Jaime José da Silva mais R$ 500 mil. O pedido foi levado pelo deputado Roque Barbiere ao FID (Secretaria da Justiça e Cidadania. Foi publicado o edital para apresentação do projeto. No entanto, segundo ele, por negligência de alguém dentro da administração, a documentação não foi apresentada de acordo com o que exigia o edital. Araçatuba foi desclassificada e deixou de receber R$ 1 milhão para investimento no Alvoradinha.
“Infelizmente o município de Araçatuba perdeu por incompetência, por desatenção, por não ler com responsabilidade. O edital era claro e simples. Só por isso a Administração não recebeu 1 milhão de reais”, acrescentou o professor Claudio, garantindo que o prefeito Dilador Borges Damasceno admitiu para o problema que resultou na desclassificação do projeto de Araçatuba. “Ele chegou a sinalizar que poderia incluir este benefício em outro projeto, mas não o fez, deixando os moradores do Alvorada de lado”, disse o vereador.

EROSÃO EM PONTE
O professor Cláudio Henrique da Silva chamou a atenção para a erosão na ponte da Rua Clóvis Beviláqua. O buraco está avançando sobre a pista, mas nada foi feito pela administração até agora.

OBSTRUÇÃO – Sem limpeza e com galhadas dentro do córrego, no período de chuva pode transbordar

 


Compartilhe esta notícia!