NECESSÁRIO - Canteiros são removidos para implantação de ciclofaixa ao longo da Avenida Guanabara

Iniciada a implantação da ciclofaixa na Avenida Guanabara

DA REDAÇÃO – ANDRADINA

A Prefeitura de Andradina iniciou nessa semana a implantação da ciclofaixa da Avenida Guanabara, que vai até a Avenida Barão do Rio Branco, fazendo o contorno do trevo e retornando num sistema unidirecional de cada lado da via, com um total de 4.341,65 metros. Para viabilizar a construção da ciclofaixa, os canteiros centrais construídos na administração do prefeito João Carlos Carreira (1983-88), são removidos.

De acordo com a Prefeitura, os motoristas devem estar atentos para garantir a segurança e o bom andamento das obras. Serão realizadas interdições ao longo da avenida, escalonadas a cada duas quadras durante o processo de implantação. As obras devem durar cerca de 45 dias e neste período será proibida a circulação de veículos (carros e motos), mas sendo permitida a passagem de ciclistas e pedestres. O trânsito em todas as ruas transversais será mantido.

A ciclofaixa também prevê a recuperação do asfalto da avenida, em obras executadas pela empresa andradinense Skalla Pavimentação, e o investimento será de R$ 555.300,78 de recursos próprios do município

A estrutura cicloviária terá um trajeto que fará conexão com as principais avenidas e ruas da cidade. É um projeto do prefeito Mário Celso Lopes levar a ciclofaixa para outras áreas da cidade, principalmente à Avenida Bandeirantes, projeto que está incluso no Masterplan de desenvolvimento de Andradina.

No projeto cicloviário para Andradina ainda está prevista a construção de uma ciclofaixa passando pela área da linha férrea que atravessa Andradina de Leste a Oeste. 

 

CANTEIRO POLÊMICO

O canteiro central da Avenida Guanabara, entre as ruas Minas Gerais e Bandeirantes, não dividiu apenas a avenida, como também a opinião pública. Na época, enquanto muitas pessoas aprovavam a iniciativa do prefeito João Carreira, outras criticavam por dividir a avenida e reduzir a pista de rolamento. Com o tempo, o canteiro foi incorporado à imagem da cidade. Porém, agora a realidade é bem diferente. A frota aumentou muito e a bicicleta passou a ser usada para transporte sustentável e prática esportiva. O poder público precisa estar atento às transformações e as ciclovias ou ciclofaixas são necessárias na área urbana.

 

 

Veja também

Polícia Ambiental fiscalizou 30 pontos de venda de peixe

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA Nos dias de 21 e 22 de outubro de 2021 a …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *