Polícia Civil cumpre mandado e detém homem com drogas

Compartilhe esta notícia!

Um homem de 29 anos, identificado pelas iniciais H.C.S.R., foi preso na manhã dessa sexta-feira (26) depois de ser flagrado por equipes da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) e DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Andradina com grande quantidade de crack. O flagrante aconteceu durante cumprimento de mandado de busca e apreensão pelo bairro Jardim Santa Cecília.

A reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL apurou que as equipes apuraram que o autor, que já possui diversas passagens por tráfico de drogas, estaria comercializando entorpecentes na casa onde mora. Diante disso, o delegado responsável pelas investigações representou por mandado de busca e apreensão no endereço, o qual foi expedido pela Justiça.

Ao chegarem até o endereço e entrarem no imóvel, o suspeito dormia no quarto. Ele foi acordado e tomou conhecimento a respeito do que acontecia. Em seguida, o indiciado negou que guardasse qualquer tipo de objeto ilícito na casa e permaneceu sentado perto do filho menor de idade aguardando o término das buscas.

Enquanto os policiais realizavam a busca no quarto, o investigado demonstrou certa inquietação. Em determinado momento, ele dirigiu-se abruptamente até a janela do cômodo com o punho cerrado, o que chamou a atenção policial. A equipe se aproximou para ver o que ele tinha nas mãos e foi, nesse momento, que o indiciado tentou jogar uma trouxinha plástica para fora da janela, mas não conseguiu.

Ao abrir, a polícia descobriu 42 pedras de crack e mais uma porção a granel do mesmo entorpecente. Ainda durante os trabalhos foi apreendida a quantia de R$ 52,00 em dinheiro e um celular. O material e o autor foram levados até a Dise. O delegado manteve a prisão dele por tráfico de drogas e o deixou à disposição da Justiça. O preso foi encaminhado para a cadeia pública de Pereira Barreto. O caso deverá continuar em investigação.

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Tribunal de Justiça amplia número de réus da Operação Raio-X

Compartilhe esta notícia!Por decisão da 3ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça, todos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *