PM prende traficante e ‘olheiras’ em Araçatuba

Compartilhe esta notícia!

Um pedreiro de 53 anos foi preso em flagrante na noite de sexta-feira (9) por tráfico de drogas pela rua Marcelino Stopa, no bairro São José, em Araçatuba. Ele confessou o crime aos policiais. Enquanto a viatura se deslocava para a saída do bairro, duas jovens, uma de 19 e outra de 24 anos, também foram detidas, já que desempenhavam a função de ‘olheiras’ do tráfico no local.

Segundo informações do boletim de ocorrência, os policiais militares faziam patrulhamento de rotina quando receberam denúncia de que estaria ocorrendo o tráfico de entorpecentes em uma residência n\aquela rua, inclusive a equipe já tinha conhecimento de que o mesmo investigado estaria realizando a prática criminosa em dias anteriores.

A viatura se deslocou até o endereço para averiguar a situação e chegando lá se deparou com o autor e mais um indivíduo em frente do imóvel. O pedreiro foi revistado e com ele localizadas sete porções de maconha, além de R$ 96 em dinheiro. Com o segundo abordado nada de ilícito foi localizado.

A dupla foi separada e prestou depoimento. O último revistado informou que estava ali para comprar drogas, por isso ele foi liberado. Já o pedreiro confirmou aos policiais que vendia os entorpecentes. Este, autorizou a entrada dos policiais no interior da casa para buscas.

Dentro de uma garrafa de café foram encontradas mais duas porções de maconha. Com o prosseguimento dos trabalhos também foi localizado um caderno com anotações referentes ao tráfico de drogas. A polícia também tinha informações de que o suspeito escondia entorpecente em um terreno baldio ao lado da residência.

Por isso foi necessário o apoio do Canil/Baep (Batalhão de Ações Especiais). No fim, foram apreendidos mais 11 porções de crack e mil pinos vazios. O indiciado recebeu voz de prisão em flagrante. Durante o trajeto de saída do bairro para a delegacia, os PMs viram as duas mulheres, também conhecidas como ‘olheiras’ do autor.

Elas foram abordadas e revistadas, mas nenhum objeto de ilícito localizado, apenas dois celulares. Ambas confessaram a função e contaram que recebem cem reais por dia para ficaram durante 12 horas no local avisando os traficantes do bairro sobre a chegada de viaturas policiais. Diante disso, as duas também receberam voz de prisão e foram levadas até a Central de Flagrantes.

O delegado plantonista manteve a prisão do pedreiro e das duas jovens por tráfico de drogas e por colaborar com grupo, organização ou associação. Todos foram transferidos na manhã desse sábado (10) para cadeias públicas da região. A Polícia Civil abriu inquérito para dar andamento às investigações.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Após 13 anos, moto roubada é recuperada pela PM

Compartilhe esta notícia!Um homem, identificado pelas iniciais B.H.G.P., foi preso na noite de segunda-feira (17) …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *