PM prende homem e recupera objetos furtados de residência

Compartilhe esta notícia!

Um homem foi preso na madrugada dessa sexta-feira (15) depois de furtar uma casa localizada no bairro Morada do Trevo, em Nova Independência, região de Andradina. Segundo a polícia, o indiciado estava um dia antes tocando a campainha de diversos imóveis nas imediações a fim de saber se os moradores estavam lá dentro. Se estivem vazios, ele praticava o furto.

De acordo com o que foi apurado pela reportagem, a vítima informou aos policiais militares que atenderam a ocorrência que ao retornar do trabalho percebeu que a residência estava toda revirada e uma das portas tinha marcas de arrombamento. A declarante sentiu falta de uma televisão de 42 polegadas, outra de 43, um micro-ondas, uma fritadeira elétrica, um celular, oito garrafas de whisky e 20 frascos de perfumes importados.

Foram apresentadas algumas fotos à vítima de um indivíduo que estava no dia anterior apertando a campainha de várias casas com o intuito de saber se haveria alguém no interior ou não, justamente para facilitar a prática do furto. A mulher reconheceu o suspeito sem sombras de dúvidas.

Diante disso, os PMs se deslocaram até o imóvel do suposto autor. Ao ser questionado a respeito do crime, ele ficou bastante nervoso e, por isso, teve os cômodos vistoriados. Em seguida, a polícia localizou diversos objetos que tinham sido furtados horas antes. A vítima fez o reconhecimento dos produtos e conseguiu reavê-los.

Já o indiciado foi levado para a Delegacia Seccional de Andradina, onde prestou depoimento. O delegado de plantão manteve a prisão dele por furto qualificado e o deixou à disposição da Justiça. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar, agora, se ele também estaria envolvido em outros delitos cometidos nos últimos dias em Nova Independência.

 

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Operação prende 13 pessoas ligadas ao tráfico de drogas na região

Compartilhe esta notícia!FOTO CEDIDA: JOSIANE LORENSETTI Uma operação conjunta entre as polícias Civil e Mitar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *