Comerciante é preso após denúncia de policial de folga

Compartilhe esta notícia!

Um comerciante de 37 anos foi preso nesse fim de semana depois de repassar dinheiro falso e estar dirigindo uma caminhonete com sinais de placa adulterada em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul. Os crimes foram descobertos por um policial de folga de Andradina. O homem vai responder por receptação, adulteração de sinal identificador e uso de moeda falsa.

Conforme informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, o policial militar estava de folga e abastecia o veículo particular em um posto de combustíveis da cidade. Em determinado momento, ele presenciou a chegada de uma Toyota/SW4, que efetuou o abastecimento. O motorista realizou o pagamento por meio de uma nota de cem reais e foi embora rapidamente.

O policial foi até o frentista e, pedindo para verificar tal nota, constatou ser falsa. Mesmo não tendo anotado a placa, repassou as características do condutor, branco, baixo e de cabelos amarelos, estando acompanhado de duas mulheres via 190. As informações foram transmitidas às equipes de serviço.

Algumas horas depois, o policial avistou o veículo transitando pela rua Maria Guilhermina Esteves e de novo alertou as equipes, que o abordaram no cruzamento com a Avenida Clodoaldo Garcia. O condutor apresentava as mesmas características e tinha como passageiras duas mulheres.

Questionado sobre o ocorrido no posto de combustíveis, ele negou os fatos. Em revista no veículo foi localizada, em cima do banco traseiro, uma porção de maconha, tendo as mulheres assumido a propriedade de tal droga. O motorista não soube dizer quem era o proprietário do veículo e não portava a documentação.

Em uma checagem minuciosa foi constatada que a placa apresentava características de outro veículo e, ao ser consultado o chassi verificou-se como ocorrência de roubo e furto pela cidade de Catanduva, região de São José do Rio Preto.

Os autores receberam voz de prisão em flagrante e encaminhados até a delegacia. O condutor permaneceu detido enquanto as duas mulheres foram liberadas e vão responder por porte de entorpecentes.

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Fiscais da Prefeitura e a PM lacram tabacaria que desrespeitou decreto da pandemia

Compartilhe esta notícia!Fiscais da prefeitura de Andradina, juntamente com o apoio da Polícia Militar e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *