Auxiliar é morto pelo próprio irmão

Um auxiliar de serviços gerais de 44 anos foi morto a facadas pelo próprio irmão, de 39, na tarde de quinta-feira (29), no assentamento Projeto Jupiá, em Castilho. O crime teria ocorrido após uma discussão familiar. O caso será investigado pela Polícia Civil.

De acordo com informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, o crime ocorreu por volta das 17h. Os policiais militares foram acionados pelo Copom (Central de Operações da Polícia Militar). Chegando lá havia uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Três Lagoas (MS) prestando os primeiros atendimentos. O local do chamado fica bem próximo da divisa entre os estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

A vítima apresentava um ferimento na região do tórax, mas apesar de todos os esforços médicos, ela não resistiu e morreu ainda no local. Diante disso, o local foi isolado e preservado pela Polícia Militar. O autor do assassinato estava na casa e se identificou como irmão.

Ao ser questionado, ele confessou a autoria e alegou ter discutido com o irmão. Além disso, o indiciado entregou a faca utilizada na ação criminosa. O objeto foi apreendido e vai passar por perícia técnica. Diante das evidências, o homem foi apresentado no plantão permanente de Andradina, onde prestou esclarecimentos. Ele permaneceu preso, à disposição da Justiça. Um inquérito foi instaurado pela Polícia Civil para dar andamento aos trabalhos investigativos.

 

Veja também

Homem é morto a tiros no Alvorada, em Araçatuba

A Polícia Civil de Araçatuba abriu inquérito para investigar o homicídio de um homem, que …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *