Após caso de violência doméstica, PM descobre drogas dentro de residência

Um casal foi preso na noite de segunda-feira (10) por tráfico de drogas e associação ao tráfico, em Guararapes. A Polícia Militar chegou aos suspeitos depois que a mulher foi agredida e sofreu diversos ferimentos provocados pelo indiciado.

Segundo informações apuradas pela reportagem, os policiais militares foram acionados pelo Copom (Central de Operações da Polícia Militar) para se deslocarem até o Pronto-Socorro Municipal, onde havia uma mulher com várias lesões pelo corpo. Chegando lá, em contato com a vítima, ela declarou que o companheiro estava fazendo o uso de cocaína dentro de casa na presença dos três filhos.

A declarante chamou a atenção do autor, que se alterou e passou a agredi-la com socos, chutes e jogou a televisão na cabeça dela. A mulher correu para rua na tentativa de escapar das agressões, mas o autor foi atrás dela com uma faca e arremessou o objeto, acertando a perna direita da vítima.

O indiciado também jogou uma garrafa de cerveja na direção da companheira e os estilhaços causaram mais ferimentos. Populares acionaram a ambulância, mas o investigado não autorizou o socorro e ele mesmo a levou para a unidade hospitalar.

Os PMs realizaram diligências e localizaram o autor próximo ao Horto Florestal. Durante a abordagem, ele confessou a discussão com a mulher. O casal foi levado até a delegacia a fim de prestar depoimento. A mulher contou que o homem estaria comercializando entorpecentes há um ano e os entorpecentes eram adquiridos em Araçatuba.

Os policiais fizeram vistoria no imóvel e encontraram dentro da tampa de uma garrafa térmica 13 porções de crack e mais 54 porções do mesmo entorpecente em outra garrafa, além de um pino contendo cocaína. A polícia também apreendeu um celular. Enquanto a equipe retornava à delegacia, a mulher confessou que estaria associada ao amásio na prática criminosa.

Diante disso, ela e o autor receberam voz de prisão em flagrante por tráfico de entorpecentes. O suspeito também irá responder pelos crimes de lesão corporal e violência doméstica. A Polícia Civil abriu inquérito para dar andamento aos trabalhos investigativos.

Veja também

Trio usava CNHs falsas para fazer compras fraudulentas na região

Três pessoas foram presas, entre elas um homem de 37 anos e duas mulheres, de …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.