Ajudante é preso após roubo em joalheria de Araçatuba

Um ajudante de 40 anos foi preso na noite de segunda-feira (6) suspeito de participar do assalto a uma joalheria durante a tarde, localizada na rua do Fico, no bairro São Joaquim, em Araçatuba. Os policiais militares da Força Tática conseguiram recuperar os produtos subtraídos durante a ação criminosa.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, as equipes faziam patrulhamento quando receberam chamado do Copom (Central de Operações da Polícia Militar) para atendimento de roubo no endereço. Chegando lá, em contato com as vítimas, estas informaram que dois indivíduos em uma moto chegaram ao estabelecimento comercial, um deles armado com revólver, e anunciaram o assalto.

Os criminosos levaram anéis, dinheiro, o HD de computador que armazena as imagens das câmeras de segurança, relógios de pulso, além de três celulares. Na sequência, a dupla fugiu em alta velocidade. Os aparelhos roubados possuíam dispositivo localizados e apontaram um endereço no bairro Atlântico, zona norte do município.

Os policiais foram até lá e encontraram o indiciado em frente da residência. Ele demonstrou nervosismo e foi abordado. Questionado a respeito da localização dos celulares, ele disse não saber de nada. Enquanto conversavam, a polícia percebeu que uma motocicleta Honda/CG 150 Titan KS na cor preta estava estacionada na garagem, com as mesmas características do veículo utilizado pelos bandidos durante o assalto.

Logo a frente havia uma mesa com joias e celulares, o que também chamou a atenção da polícia. O indiciado negou a propriedade dos objetos e contou que não morava no local e havia chegado há pouco tempo ali.

Os PMs adentaram no imóvel e encontraram 23 anéis, uma pulseira, uma corrente, R$ 196,00 em dinheiro, dois relógios de pulso, três cartões em nome do marido da vítima. Já nos fundos o HD de um computador e uma CNH (Carteira Nacional de Habilitação) pegavam fogo, mas os policiais conseguiram apagar as chamas.

O ajudante negou participação na ação criminosa e contou que naquele momento estaria em um bar localizado no bairro Santana. A área foi isolada para o trabalho da perícia técnica. O laudo deverá ficar pronto em até 30 dias para auxiliar nas investigações.

O investigado, assim como os objetos, foram levados até a Central de Flagrantes. O delegado plantonista manteve a prisão do homem por roubo e o deixou à disposição da Justiça. Ele foi transferido para a cadeia pública de Penápolis. A Polícia Civil abriu inquérito para dar andamento aos trabalhos investigativos.

Veja também

Duas pessoas morrem em acidentes na região de Araçatuba

O fim de semana foi marcado por mortes em rodovia e vicinal da região de …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *