Número de mortos em ataque terrorista no Sinai chega a 115

Compartilhe esta notícia!

Pelo menos 115 pessoas morreram e 120 ficaram feridas em um ataque terrorista contra uma mesquita sufista no oeste da cidade de Al Arish, no norte da península do Sinai, no nordeste do Egito, informou hoje a agência oficial de notícias Mena. A informação é da Agência EFE.

Os agressores colocaram artefatos explosivos de fabricação caseira ao redor da mesquita de Al Rauda, situada no distrito de Bear al Abd, nos arredores de Al Arish, e os detonaram na saída dos fiéis da oração da sexta-feira (24) – dia sagrado para os muçulmanos – informou uma fonte de segurança à Agência EFE, que acrescentou que as pessoas que conseguiram escapar foram baleadas pelos extremistas.

As ambulâncias chegaram rapidamente ao local, enquanto as forças de segurança egípcias perseguem os agressores, segundo a fonte.

As testemunhas disseram ao jornal oficial egípcio Al Ahram que a mesquita Al Rauda, situada na cidade homônima, na cidade de Bear al Abd, a oeste de Al Arish – capital do Norte do Sinai – pertence à comunidade sufista.

O Ministério de Saúde aumentou o alerta do serviço de ambulâncias e de todos os hospitais da província, segundo a Mena.

O presidente egípcio, Abdul Fatah al Sisi, está reunido com a comissão de segurança para investigar e avaliar as consequências deste fato contra a mesquita de Al Rauda, segundo a televisão egípcia.

Até o momento, nenhum grupo extremista reivindicou este atentado.

Na província do Norte do Sinai opera o braço egípcio do grupo jihadista Estado Islâmico, chamada Wilayat Sina, e que assumiu a maioria dos atentados ocorridos nos últimos anos no país.

Agência Brasil


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Protesto interrompe sessão do Congresso dos EUA para validar eleição

Compartilhe esta notícia! Pedro Ivo de Oliveira/ABR Manifestantes invadiram na tarde de hoje (6) o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *