APLAUSOS - Silvânia Costa desfilou no caminhão do Corpo de Bombeiros e foi aplaudida por onde passava DIVULGAÇÃO

Silvânia Costa é recebida com festa em Três Lagoas

Compartilhe esta notícia!

MARIANE MARTINS – TRÊS LAGOAS

A bicampeã e paratleta, Silvânia Costa (34), desembarcou na manhã desta quarta-feira (1) no aeroporto municipal Plínio Alarcon, de Três Lagoas (MS). A três-lagoense foi recebida com festa por familiares, amigos, moradores e autoridades, após conquistar medalha de ouro no salto em distância categoria T11 para cegos nos jogos paraolímpicos de Tóquio, no Japão.

Silvânia chegou ao aeroporto às 8h30 (horário de MS) e foi recebida com aplausos. O prefeito, Angelo Guerreiro e o secretário municipal de esportes, Rialino Medeiros a recepcionaram.  Depois, a atleta se dirigiu até a sede do 5º Grupamento do Corpo de Bombeiros para uma entrevista coletiva com jornalistas. Escoltada pelo 2º Batalhão da Polícia Militar, ela seguiu em desfile em carro aberto pelas ruas do município.  

Aos 34 anos, Silvânia é bicampeã paralímpica em salto em distância T11 feminino e recordista mundial.  A três-lagoense saltou 5,00 metros cravados- dois centímetros a mais do que a marca com que conseguiu a vitória há cinco anos, – nas olímpiadas do Rio de Janeiro. 

Emocionada, ela fala da emoção de ter conquistado medalha de ouro. “Estou bastante feliz por ter representado a minha cidade com muito orgulho e muita garra. Para mim é um dever cumprido sair com essa missão forte. Fui pra cima, não tive medo, eu sabia que Três Lagoas e o Brasil estavam comigo. Criei força e fui pra cima e está aí o resultado”, destaca.

Silvânia deve participar de mais duas competições internacionais este ano e revela que não há tempo para descansar. “Não posso parar. Meu objetivo é buscar o bicampeonato, cheguei aos meus 34 anos com todos os títulos e resultado que um atleta almeja e daqui pra frente é só Bi”, reforça.

Na carreata pelas avenidas da cidade, no caminhão do Corpo de Bombeiros, Silvânia foi ovacionada pela população que sentiu orgulho da atleta. A carreata encerrou em frente à casa da família no bairro São Carlos. A mãe de Silvânia, dona Maria Eunice falou da emoção de ver a filha conquistar uma medalha de ouro. “É grande a alegria de ver minha filha conquistar o bicampeonato dela e saber que ela conquistou medalha de ouro. Apesar das barreiras e dificuldades ela graças a Deus conseguiu a vitória. Ela é abençoada”, comenta. 

 

Bravura

De uma família de três irmãos com deficiência visual, Silvânia Costa superou os problemas e passou a ser o orgulho da família. A história é marcada por muita luta e persistência.  

A paratleta relembrou do sofrimento vivido pela família quando ela recebeu o diagnóstico de que era cega, aos 10 anos de idade. A mãe entrou em tristeza profunda e o pai no vício em álcool. “Quando eu fui diagnosticada, foi um desequilíbrio muito grande. Todos os três foram diagnosticados com 10 anos de idade, então, foi um baque muito grande. Sou fruto de muito sofrimento. Foi muito difícil eu conseguir ingressar no esporte, que superou todas as minhas dificuldades de vida. Meu pai se entregou à bebida e a minha mãe à depressão. Hoje, sou o orgulho da família. Foi a minha primeira medalha que levantou a minha mãe e o meu pai. O esporte trouxe equilíbrio não só de medalhas, mas de grandes vitórias de vida”, revela.

Silvânia é irmã de Ricardo Costa que também participou das paralimpíadas de Tóquio. Ele não repetiu o mesmo sucesso da irmã na prova salto em distância na classe T11 para homens. Ricardo Ficou somente na sexta posição 

Aos 39 anos, Ricardo defendia o ouro conquistado no Rio-2016. Ele também tem no currículo bronze no Mundial de 2017, em Londres, além de outras conquistas. 

 

RECONHECIMENTO

O prefeito cumprimentou a atleta, entregou a placa de reconhecimento e a parabenizou pela conquista. “Este título é muito mais que um mundial. É a representação de força da mulher brasileira, da superação pela visão limitada e a demonstração de quanto somos ricos em talentos. Três Lagoas está em festa com sua conquista, Silvânia. Obrigado por nos representar”, declarou Guerreiro.

“Silvânia é uma atleta que demonstra superação e, mais do que representar nossa cidade, representa o país inteiro, sendo motivo de orgulho nacional. É um presente que Três Lagoas tem e recebe com os ouros paralímpicos que ela traz”, ressaltou o presidente da Câmara, Dr. Cassiano Maia.

MÉRITO – Silvânia Costa recebe os cumprimentos do prefeito Angelo Guerreiro e do presidente da Câmara, Cassiano Maia

RECONHECIMENTO – Silvânia Cista recebeu muitas manifestações de carinho e gratidão

 

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Balconista é preso com 85 tijolos de maconha

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA O balconista G.G.S, 38 anos, residente em Goiânia (GO), …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *