Home Cidades Reinaldo Azambuja lança maior pacote de obras da história de Mato Grosso do Sul

Reinaldo Azambuja lança maior pacote de obras da história de Mato Grosso do Sul

9 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – CAMPO GRANDE

O governador Reinaldo Azambuja lançou na sexta-feira (6), em Campo Grande, o maior pacote de obras dos 43 anos de história do Mato Grosso do Sul. Com ações confirmadas para os 79 municípios do Estado, o conjunto de investimentos chamado de “Governo Presente – Programa de obras” vai aplicar R$ 4,2 bilhões em infraestrutura, saúde, educação e segurança pública, entre outras áreas.
De norte a sul e de leste a oeste, os recursos prometem melhorar a vida das pessoas em todas as regiões: Bolsão, Campo Grande, Conesul, Dourados, Norte, Pantanal, Sudoeste, Sul-Fronteira e Vale do Ivinhema.
Só no setor da infraestrutura, o novo pacote prevê investimentos de R$ 1,8 bilhão para a implantação 1.000 km de novas rodovias; recapeamento de 950 km de rodovias já pavimentadas; execução de 250 km de revestimento primário em estradas nas regiões de Paiaguás e Nhecolândia, no Pantanal; e para execução de obras de infraestrutura urbana dentro das cidades – pavimentação, drenagem e recapeamento.
Em Campo Grande, as Moreninhas vão ganhar um novo acesso, ligando bairros e centro. Já a Avenida Mato Grosso será totalmente revitalizada. Em Ponta Porã, um minianel rodoviário vai tirar o tráfego de veículos pesados da cidade. Também serão asfaltados os acessos do Distrito de Taunay, em Aquidauana; do Balneário Municipal de Anaurilândia; do campus do IFMS de Nova Andradina; e dos portos de Porto Murtinho.
Rodovias que hoje são de terra vão ganhar asfalto novo e moderno. Entre elas a MS-386, entre Iguatemi e Japorã; a MS-442, que liga o Distrito de Taunay com a BR-262, em Aquidauana; e a MS-223 em Coxim, entre a BR-359 e Jauru. Dentro do programa ainda está confirmada a construção de 142 pontes de concreto nas áreas rurais dos municípios, em substituição às estruturas de madeira já existentes.
Na área da saúde, o Governo contabiliza investimentos de R$ 500 milhões divididos na construção, reforma e modernização de hospitais; na aquisição de equipamentos; e na realização de nova etapa da Caravana da Saúde. Os investimentos resultarão na abertura de 495 leitos hospitalares e 22 salas cirúrgicas em todo o Estado até 2022.
Novos hospitais regionais em Três Lagoas e Dourados vão melhorar o atendimento à saúde. Em outras regiões, como Bodoquena, Caarapó, Campo Grande, Corumbá, Jardim e Ponta Porã, reformas e ampliação de estruturas hospitalares vão modernizar ainda mais o oferta de serviços. Equipamentos para ressonância magnética, mamografia, ultrassom e endoscopia vão reforçar os procedimentos médicos em todas as regiões.
Na área educacional o Governo relaciona R$ 340 milhões de investimentos na estruturação de escolas e na ampliação do ensino em tempo integral. Atualmente, em todo o Estado são 54 escolas em tempo integral. Até o final de 2022 serão 180. Haverá vídeo monitoramento em escolas da Grande Dourados; climatização em colégios do Pantanal; e novos ônibus escolares para os municípios da região Sul-Fronteira.
Ainda serão investidos R$ 100 milhões na segurança pública em recursos destinados à aquisição de viaturas para as polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Departamento de Operações de Fronteira (DOF) e Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), além de armamentos e munições químicas, real e de treinamento. Computadores e mobiliários também fazem parte do pacote.
“Outra coisa importante do Governo Presente: não tem nem 1 centavo de empréstimo. É dinheiro de recursos próprios possibilitados muito pela coragem da Assembleia Legislativa, dos deputados que votaram com que nós pudéssemos ampliar os recursos do Fundo Rodoviário, do Fundersul, para que nós pudéssemos fazer as reformas estruturantes do Estado de Mato Grosso do Sul: reforma administrativa, reforma previdenciária, reforma do teto de gastos. Foram estruturas reformadas que nos deram a capacidade de fazer gestão. Mato Grosso do Sul é hoje um Estado que gera empregos. Somos o terceiro do país em geração positiva de empregos. Somos o quinto estado mais competitivo do Brasil, e isso é importante porque é um estado que tem condições competitivas, o primeiro do Centro-oeste, o que para nós é um orgulho. E no momento em que você olha o Brasil, olha as federações, os estados federados, um caos. Não gosto de fazer comparativo porque entendo que cada um tem que cuidar do seu lugar e ter coragem de enfrentar algumas pautas. Nós tivemos coragem”, acrescentou o governador.

Três Lagoas
“Até junho, concluir as obras, equipar e inaugurar o Hospital Regional. Outros investimentos são os investimentos em rodovias, pontes de concreto naquela região toda, que interliga algumas regiões produtivas para fomentar ainda mais geração de empregos e oportunidades, a ampliação de ramais de gás para atender algumas empresas específicas para podemos ter um potencial melhor em toda a região”, disse o governador.
(Bruno Chaves, Subcom)


Compartilhe esta notícia!