REFORÇO - Aplicação de doses começará no mês que vem

Preocupado com variante, governo estadual anuncia que idosos terão doses de reforço contra a covid

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

O governo estadual paulista anunciou nesta quarta-feira (25) a ampliação da campanha contra a covid-19 com a terceira dose da vacina para idosos com 60 anos ou mais a partir do dia 6 de setembro. 

 

Inicialmente, a medida deve atender 900 mil pessoas protegidas com a segunda aplicação de qualquer imunizante há pelo menos seis meses.

 

“Desde a semana passada, o Comitê Científico vem discutindo com a área da Saúde a proteção das pessoas com mais idade. Essa decisão foi finalizada hoje pela manhã para aumentar a proteção das pessoas com mais de 60 anos”, disse o governador João Dória durante o anúncio. “É uma importante decisão tomada pelo Governo do Estado de São Paulo”, acrescentou.

 

De acordo com o governo do estado, a terceira dose será aplicada com qualquer dose de vacina que estiver disponível, mas a preferência para a dose de reforço é com a vacina da Pfizer. Poderão ser utilizadas doses das AstraZeneca e da Janssen nesta campanha de reforço. 

 

“Em relação à marca da vacina, o posicionamento do Comitê Científico é de que, nessa dose adicional, pode ser utilizada a vacina que nós tivermos disponível. Lembro também que quando chegar a vez da Janssen, que também é dose única, haverá uma dose de reforço para quem tomou Janssen. Então, a vacina, o fabricante, vai ficar de acordo com a disponibilidade”, disse o secretário do Comitê Científico paulista, João Gabbardo.

 

A extensão da campanha foi avalizada pelo Comitê Científico de São Paulo. O objetivo principal é garantir proteção adicional à população mais vulnerável a variantes mais contagiosas do coronavírus, como a delta. O Governo do Estado também pediu mais vacinas ao Ministério da Saúde para antecipar a segunda dose dos públicos restantes.

 

“Além de proteger a população adulta com a cobertura de segunda dose, é importante também aumentar a proteção dos grupos mais vulneráveis que têm maior chance de, eventualmente, ter um quadro mais grave, com uma dose adicional. Após seis meses, há evidência de uma possível queda de proteção e isso se aplica a todos os imunizantes”, afirmou Paulo Menezes, Coordenador do Comitê Científico.

 

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, até esta quarta-feira há 266 amostras positivas da variante delta em todo o território paulista. A estratégia do Governo de São Paulo é assegurar que os índices epidemiológicos e de ocupação hospitalar continuem em queda e evitar a propagação de novas variantes.

 

“O fato dela ter uma característica de disseminação muito maior que as cepas anteriores faz com que esse olhar de atenção e antecipação se faça necessário”, destacou o Secretário da Saúde Jean Gorinchteyn.

 

A Secretaria da Saúde também já preparou uma nova carteira de vacinação para os idosos que vão receber a terceira dose a partir de setembro. Não haverá necessidade de novo cadastro no Vacina Já para a dose adicional, bastando comparecer a qualquer posto de vacinação com o comprovante do esquema de imunização completo há seis meses.

 

Birigui chega aos 16 anos

 

O município de Birigui iniciou nesta quarta-feira (25) a vacinação contra a covid-19 para adolescentes de 16 anos que não possuem comorbidades.

 

As doses estão sendo aplicadas no drive-thru do terminal rodoviário, das 7h30 às 18h. A vacina aplicada será a da Pfizer, que é a única autorizada pela Anvisa para aplicação em menores de 18 anos.

 

Para receber o imunizante é necessário cadastro no Vacina Já, do governo estadual, além de levar RG, CPF, comprovantes de residência de Birigui e ir acompanhado de pai, mãe ou responsável.

 

A aplicação da segunda dose segue no mesmo local, o terminal rodoviário das 7h30 às 18h, e também nas unidades básicas de saúde do município, das 7h30 às 11h.

 

A vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades, deficiência permanente, gestantes e puérperas também está sendo feita no drive-thru do terminal rodoviário. 

 

É necessário levar comprovante de comorbidade, sendo que os cadastros existentes nas UBSs podem ser utilizados.

 

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Balconista é preso com 85 tijolos de maconha

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA O balconista G.G.S, 38 anos, residente em Goiânia (GO), …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *