DESTRUIÇÃO - Um incêndio atingiu mais de 300 alqueires, incluindo área de mata DEFESA CIVIL LINS

Cidades da região sofrem com queimadas e piora da qualidade do ar

Compartilhe esta notícia!

 

As altas temperaturas, a longa estiagem e a baixa umidade relativa do ar facilitam o surgimento de incêndio e a rápida propagação das chamas. Várias cidades da região estão sofrendo com o problema, já que a fumaça fica no ar e há ainda a fuligem, o que compromete seriamente a qualidade do ar, aumentando os problemas respiratórios. As pessoas devem tomar cuidados adicionais, principalmente quem já tem algum tipo de problema respiratório.

Nessa segunda-feira (23), Araçatuba apresentou focos de incêndio em diferentes regiões. À tarde e à noite em determinados pontos, a cidade ficou envolta pela fumaça e com odoro característico. Os bombeiros não informaram o total de ocorrências 

atendidas. 

Em Lins, o maior problema foi no domingo. Ao longo do dia foram registradas cinco ocorrências de incêndios. O trabalho foi feito pelo Corpo de Bombeiros e Coordenadoria Municipal da Defesa Civil, com apoio de empresas e usinas da cidade. “Um dos incêndios queimou aproximadamente 300 alqueires entre área de APP, pastagem e canaviais (várias fazendas e sítios próximo a área urbana) Defesa Civil com o caminhão corta fogo, Bombeiro, Sabesp e caminhões pipa das usinas da região. Muito triste, grande área de APP queimada”, disse o coordenador da Defesa Civil, Wagner Oliveira Saoncella. A área de mata queimada fica atrás do Centro de Ressocialização.

 

ALERTA DA DEFESA CIVIL

A Defesa Civil do Estado informa que entre hoje, segunda-feira (23), e quinta-feira (26), as temperaturas tendem a subir gradativamente, com momentos de calor intenso em todo o Estado de São Paulo, com destaque para as regiões Metropolitana de São Paulo, Baixada Santista, Campinas, Franca, Itapeva, Sorocaba e Vale do Paraíba, onde as máximas poderão chegar a 35º C, e para as regiões de Araçatuba, Araraquara, Barretos, Bauru, Marília, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Vale do Ribeira, onde as máximas ficarão entre 36 e 38º C.  Como não há previsão para chuvas, a umidade relativa do ar permanecerá baixa e o risco de incêndios aumentará ainda mais. 

Nos últimos dias, focos de incêndio em coberturas vegetais tem aumentado pelo território paulista, principalmente nas regiões metropolitana de São Paulo, centro-oeste e noroeste do Estado. Em alguns casos, devido a intensidade e rápida propagação do fogo, faz-se necessário combate por meio de aeronaves.

Estudos apontam que a maior parte dos incêndios florestais é decorrente de ação antrópica – causados pelo homem, de maneira acidental ou intencional, sendo as causas mais comuns: 

  • Queimada para limpeza de terreno ou destruição de lixo;
  • Cigarros descartados acesos às margens de rodovias;
  • Soltura de balões: além de ser crime, estudos apontam que a cada três balões postos no ar, dois caem acesos

Para combater esse tipo de ação, a Defesa Civil reforça a necessidade de conscientização de toda a população, a fim de que tais ocorrências sejam evitadas, e caso se depare com algum foco de incêndio, deverá acionar imediatamente o Corpo de Bombeiros (193) ou a Defesa Civil (199). Não é recomendado que uma pessoa, sem treinamento e equipamentos necessários, tente apagar o incêndio, pois ela corre o risco de se ferir durante a ação.

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Balconista é preso com 85 tijolos de maconha

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA O balconista G.G.S, 38 anos, residente em Goiânia (GO), …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *