18.1 C
Araçatuba
quinta-feira, agosto 18, 2022

Sobre a colheita

FERNANDA COLLI

O universo maravilhoso em que vivemos nos permite ter diversas interpretações sobre todas as coisas, obter diversos pontos de vista através de vivências, enfim, o tempo todo podemos mudar e desmudar nossas as ações. Para isso inclusive nos foi concedido o livre arbítrio. Diante de todas as benfeitorias e liberdade do ser a humano, apenas uma regra perpetua desde os primórdios de nossa existência, regra já explanada pelos grandes líderes que por aqui passaram, grandes filósofos, sábios… é a tal regra da semeadura.
Convido a você nobre leitor, toda vez que tiver alguma dúvida sobre processos que ocorrem na sociedade, que você pare, respeite e observe a natureza, pois ela com sua perfeição divina muito nos mostra, e esta regra tão simples, tão óbvia e tão absoluta é o que acaba definindo nossa passagem por aqui. Se eu estou a plantar tomates, semeio as sementes de tomate, cultivo a horta, rego-as todo dia, no final colheremos tomates não é mesmo? Há alguma chance em colhermos cenouras nesta plantação? Essa é a lei da semeadura tão óbvia não só para plantações, mas também para nossa vida.
Tudo o que fazemos nesta vida é plantio e o tempo todo estamos plantando. Nossos pensamentos, nossas palavras, nossos sentimentos e nossos atos são sementes. Tudo é resultado de nosso plantio.
Muitas vezes o resultado de nossa semeadura parece demorar, mas ele nunca deixará de vir. Quanto mais nos esforçamos para fazer as coisas de forma mais consciente e positiva, mais resultados positivos alcançaremos. No entanto, se você plantar negatividade, maldade, arrogância, não colherá nada positivo. Seja justo ao plantar suas sementes e não exija nunca mais do que pode contribuir e não se conforme com menos do que você sabe que merece.
Se para você crescer precisa prejudicar alguém, não se iluda, a colheita jamais poderá ser positiva. Portanto, fique atento sempre as sementes que têm lançado. Seja grato, solidário, cumpra sua missão como ser humano que é de ser feliz e tornar feliz o próximo.
Aproveite e faça uma reflexão: como anda sua semeadura?

Fernanda Colli pedagoga, psicopedagoga, Arte Educadora, presidente do Conselho Municipal de Cultura

Ultimas Noticias