14.3 C
Araçatuba
quinta-feira, maio 26, 2022

SEGUNDO SEMESTRE OFERECE DIFERENTES OPORTUNIDADES PARA QUEM BUSCA ESTÁGIO

O segundo semestre é uma janela de oportunidades para quem está buscando estágio. Ao lado de fevereiro, agosto é conhecido como o mês dos estagiários, justamente por conta do aumento da oferta de vagas nesta época. Além de ser a primeira porta de entrada para o mercado de trabalho, os estagiários têm a oportunidade de crescer profissionalmente e até mesmo dentro de determinada empresa.
A região de Araçatuba acompanha esse crescimento e expectativa. Neste segundo semestre serão ofertadas quase 200 vagas. Segundo dados do CIEE (Centro Integração Empresa Escola) houve um aumento de 7% no número de contratações de estagiários no primeiro semestre deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado. O Centro prevê ainda que essa onda de otimismo deverá continuar até o fim do ano.
Uma das explicações para que as contratações estejam em alta é o fato da viabilidade para os empresários, já que, por exemplo, o estagiário não possui registro na carteira de trabalho. Por outro lado, o jovem que faz o estágio tem a oportunidade de conhecer o mercado de trabalho e aprender seu funcionamento para, no futuro, ter destaque na função que desempenha.
Esse foi o caso da estudante de Publicidade e Propaganda Carolina Cristina Oliveira de Sousa, de 20 anos. Ela, que mora em Araçatuba, conseguiu estágio na área de marketing em uma emissora de televisão da cidade no primeiro ano da faculdade. Dois anos se passaram e o estágio terminou, mas Carolina foi efetivada na função de assistente de marketing.
“O estágio é uma grande oportunidade para o começo da vida profissional. Aprendemos muitas coisas nesse período e isso ajuda a crescer e deixar o nosso trabalho mais favorável. Depois de toda a experiência estamos prontos para o mercado de trabalho para desenvolver o nosso melhor”, disse a estudante à reportagem.
Atualmente, segundo informações da Abres (Associação Brasileira de Estágio), um milhão de pessoas já exercem a atividade. São 740 mil postos no ensino superior e 240 mil no nível médio e técnico. Apesar do número ainda estar aquém do necessário, já que cerca de 17 milhões de estudantes estão aptos a estagiar, conforme indica o último Censo Inep/MEC, a modalidade ganha cada vez mais relevância nas empresas.

GERAÇÃO ‘ NEM-NEM’
Apesar dos bons resultados no número de contratações e da oferta de vagas na região, dados nacionais ainda continuam preocupantes. De acordo com o último levantamento da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), no Brasil, 11,1 milhões de jovens, ou seja, quase 25% da população entre 15 e 29 anos, não estudam, nem trabalham. Este grupo é conhecido como a geração ‘ Nem-Nem’ .
O Nube (Núcleo Brasileiro de Estágios) realizou a Pesquisa Nacional de Bolsa-Auxílio 2017, com dados atualizados sobre o segmento de estágio. O resultado revelou uma boa notícia. A média geral paga aos profissionais dessa modalidade é de R$ 1.002,79, ou seja, 3,8% maior em relação a 2016, quando era de R$ 965,63 e também acima da inflação oficial, de 2,8% no mesmo período.
O levantamento ocorreu entre 10 de outubro e 15 de dezembro de 2017, com 25.434 estagiários de todo o país. Separando por gênero, os homens recebem R$ 1.057,65 e as mulheres R$ 961,10. A média de salário no ensino superior é de R$ 1.125,69.

LEI DE ESTÁGIO
A lei de estágio 11.788/08 garante o direito à carga-horária máxima de 6h diárias e 30h semanais, auxílio-transporte, bolsa-auxílio, recesso remunerado e seguro contra acidentes pessoais. Já as organizações têm mais segurança jurídica e possuem isenções fiscais como 13º salário, um terço sobre as férias, INSS e FGTS.

Vitor Moretti
Araçatuba

Ultimas Noticias