GARANTIA - Com o selo, o consumidor tem a garantia da procedência do produto

São Paulo adota Selo Fiscal de Controle e Procedência nos recipientes com água mineral 

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

 

A Secretaria de Estado da Fazenda e Planejamento divulgou nota informando que desde o dia 1º de fevereiro (segunda-feira), é obrigatória a presença do Selo Fiscal de Controle e Procedência em todo recipiente retornável de água dos tipos: mineral, natural ou potável de mesa e adicionada de sais de volume superior a quatro litros, conforme instituído pela Lei nº 16.912, de 28 de dezembro de 2018. O selo deverá estar presente nos recipientes envasados no Estado de São Paulo, ainda que destinados a terceiros localizados em outra unidade da federação ou destinados ao Estado de São Paulo, ainda que provenientes de envasador localizado em outro estado.

Segundo Bolivar Bracale Júnior, da Água Acquatuba, o Selo Fiscal, que deverá vir afixado ao lacre do recipiente, garantirá ao comercializador e ao consumidor que o produto é procedente de estabelecimento envasador devidamente credenciado junto à Secretaria da Fazenda e Planejamento e aos demais órgãos de controle de procedência (recurso água e licença ambiental). Desde janeiro a Acquatuba já está afixando o selo nos lacres, como determina a legislação.

Empresários do setor, como Bolivar Bracale Júnior e o filho Bolivar Garcia Bracale aprovaram a iniciativa, pois entendem que isso foi uma conquista do mercado de águas no Estado de São Paulo. Para os empresários araçatubenses, o uso do selo além de combater a concorrência desleal, também evita a falsificação do produto, , como também a sonegação de impostos. Além disso, segundo eles, é muito importante por garantir ao consumidor a procedência da água comercializada. “Só consegue o selo a empresa que está com todas as licenças atualizadas”, disseram os empresários.

O Selo Fiscal de Controle e Procedência já foi adotado em outras unidades da federação com bons resultados. Este tripo de controle fiscal já é exercido em outros produtos, garantindo a procedência e o usto recolhimento de tributos, reduzindo a injustiça fiscal. Exatamente por isso as empresas que trabalham dentro da legalidade fiscal, sanitária e ambiental estão aprovando a adoção no Estado de São Paulo.

São usados três tipos de selo: azul (mineral, sem adição de sais); vermelha (com adoção de sais) e laranja (potável natural).

 

 

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Eva Vilma morre de câncer, aos 87 anos, em SP

Compartilhe esta notícia!Aos 87 anos, morreu na noite desse sábado (15), em São Paulo, a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *