“FESTA ANUAL DAS ÁRVORES” E “DIA DO POLICIAL MILITAR AMBIENTAL”

PAULO AUGUSTO LEITE MOTOOKA

Desde o ano de 1965, por meio do Decreto Nº 55.795, foi instituído em todo território nacional a “Festa Anual das Árvores”, em substituição ao chamado Dia da Árvore, o qual é atualmente comemorado no dia 21 de setembro.
O regramento normativo trouxe como objetivo “difundir ensinamentos sobre a conservação das florestas e estimular a prática de tais ensinamentos, bem como divulgar a importância das árvores no progresso da Pátria e no bem-estar dos cidadãos”. Inegavelmente, essa preciosidade natural determina o nível de Saúde e de Qualidade de Vida das pessoas, sendo por isso uma verdadeira fonte de energia para uma mente, corpo e espírito saudáveis.
Importa promover uma reflexão a respeito das consequências do desmatamento me uma correlação direta com a função ambiental e social das árvores, e nesse sentido, lembrar que são estes seres vivos que formam as florestas, produzem o ar respirável, sombreiam e refrescam ambientes, controlam as temperaturas climáticas, regulam a umidade do ar, preservam a qualidade da água dos mananciais, fornecem alimentos a todos os seres vivos, produtos para medicamentos, fibras, madeira, látex, resinas, entre tantos outros, e ainda nos presenteiam com flores e perfumes.
Preservá-las significa, resumidamente, cuidar para perpetuar toda e qualquer espécie de vida neste planeta, alinhado ao propósito constitucional para as presentes e futuras gerações.
Nessa perspectiva, os brasileiros de São Paulo prestam, na mesma data, homenagem à Polícia Militar do Estado de São Paulo ao destacar o “Dia do Policial Militar Ambiental”, instituído por meio da Lei Estadual n° 14.744/12.
Merecido e respeitável reconhecimento aos valorosos homens e mulheres que diuturnamente, fazem o policiamento urbano e rural, terrestre e aquático para levar segurança, saúde e qualidade de vida aos cidadãos, sobretudo, defendendo a fauna, a flora, e as belezas naturais, nelas incluídas nossas árvores. Em resumo, o Policial Militar Ambiental representa a fortaleza que cuida e protege a natureza oriunda do Universo e abençoada pelo Criador.
O plantio de árvores feito nesta data em praças públicas simboliza o grande esforço de todos policiais ambientais, na recuperação das matas queimadas neste sofrível período de estiagem. A grandeza desta singela atitude reflete a magnitude da Polícia Militar Ambiental que realizará nos dias 21 e 22 de setembro, simultânea e coordenadamente, a Operação Floresta Amiga II, em todo o Estado de São Paulo por meio dos Batalhões de Polícia Ambiental e parceria com o Procon-Ambiental, com especial destaque aos municípios de São Paulo, Guarulhos, Araçatuba, Andradina, Penápolis, Presidente Prudente, Mirandópolis, Bauru, Marília, Guarujá, Santos, Praia Grande, Registro, São José dos Campos, Taubaté, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, Taquaritinga, Franca, Campinas, Itapetininga, Sorocaba e Tietê.
Na ocasião serão empregados ao todo 1.200 policiais militares em 480 viaturas quatro rodas e náuticas, os quais materializam nesta memorável data o empenho diário dos bravos combatentes ambientais, que se juntam a tantos outros defensores anônimos da Mãe Natureza.
Aproveito para deixar os mais sinceros cumprimentos a todos os profissionais, amigos e cidadãos pelo apoio, consideração e respeito à Força Pública Ambiental. Por fim, aos Policiais Militares Ambientais protetores das nossas Árvores, deixo uma respeitosa continência e os parabéns pela brilhante e nobre missão.

Coronel PM PAULO AUGUSTO LEITE MOTOOKA
Comandante da Polícia Militar Ambiental do Estado de São Paulo

Veja também

Polícia Ambiental fiscalizou 30 pontos de venda de peixe

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA Nos dias de 21 e 22 de outubro de 2021 a …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *