6.4 C
Araçatuba
quinta-feira, maio 19, 2022

Descartada picada de escorpião em pacientes internados na Santa Casa

As duas crianças internadas na Santa Casa de Araçatuba, na última terça-feira (19), por suspeita de acidente escorpiônico tiveram alta. Após ficarem em observação e serem medicadas com a dose máxima de soro antiescorpiônico, foi descartada a hipótese de picada do inseto. Dos vários casos notificados, apenas um foi confirmado como acidente escorpiônico.

Os pacientes estavam em escolas municipais e foram levados ao hospital após serem socorridos pelas diretoras.

O primeiro caso foi do menino E. I. B., de 2 anos. Por volta das 10h da terça-feira, foi encontrado um escorpião morto na Casa da Criança, creche conveniada com o município que fica próxima ao Ambulatório Médico de Especialidades (AME), e o menino afirmou ter sido picado.

A direção da escola levou o garoto para a Santa Casa por meios próprios, onde ele foi medicado com cinco ampolas do soro antiescorpiônico, dose máxima utilizada em casos graves.

A segunda criança internada sob suspeita de picada de escorpião foi M. B., também de 2 anos de idade. Ela estava no berço da Escola Municipal Aparecida Carvalho Rico, no Jardim Aeroporto, quando começou a chorar e reclamar de dor.

Foi identificada uma picada no pé direito de Manoela e ela apresentou sintomas como hiperemia, rubor e calor. A menina foi levada à Santa Casa e também recebeu a dosagem máxima do soro antiescorpiônico.

A assessoria de imprensa da Santa Casa informou que não há mais pacientes internados com suspeita de acidente escorpiônico.

MORTES

No último final de semana uma menina de quatro anos morreu em decorrência de picada de escorpião. Silvia Cristina Pereira da Silva foi picada no pé, na sexta-feira (15) à noite, quando saia com a mãe de uma igreja próxima à Rua dos Fundadores. Na sexta-feira (15) o menino Samuel de França Souza, de 2 anos, morreu com suspeita de acidente escorpiônico. Foi realizado exame necroscópico para levantar a real causa da morte. O laudo do IML deve sair entre 30 e 180 dias.

Karen Mendes – Araçatuba

Ultimas Noticias