DOAÇÃO - Milhares de pessoas participaram da campanha com doação de alimentos DIVULGAÇÃO

Birigui já arrecadou mais de 11 toneladas de alimentos

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

Mais de 11 toneladas de alimentos não perecíveis já foram arrecadadas com a campanha Vacina Contra a Fome, graças às doações voluntárias dos biriguienses. Trata-se de uma iniciativa que está ajudando a combater a fome de muitas famílias em situação de vulnerabilidade social do município.
A campanha funciona assim: quem vai tomar a primeira ou segunda dose da vacina contra a covid-19 pode levar um quilo de alimento, como arroz, feijão, leite, farinha de trigo, macarrão, leite em pó ou qualquer outro item que compõe a cesta básica.
Foi o que fez a estudante Beatriz Fortuna Sabotto, de 21 anos, ao comparecer nesta semana no drive-thru do Terminal Rodoviário para receber a primeira dose da vacina. Ela contou que ficou duplamente feliz: por ter chegado a sua vez de se vacinar e por poder ajudar outras pessoas.

 

“Quando soube que a campanha de vacinação era também uma campanha contra fome não pensei duas vezes em contribuir porque não me conformo em ver o próximo passando fome e agir como se fosse algo normal. É um ato simples que vai ajudar pessoas com dificuldades nesta pandemia”, comentou.

A primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Silvana Caetano Gomes Leal Milani, lembrou que a doação é totalmente voluntária, porém, de extrema importância para que famílias carentes e com déficit nutricional continuem sendo beneficiadas.

“Por isso, convido a cada um que vai se vacinar contra a covid-19 a doar voluntariamente 1kg de alimento para que possamos seguir combatendo a fome das famílias afetadas pela pandemia”, disse. “Agradeço também a todos que fizeram doação desde abril, quando iniciamos a campanha de iniciativa do governo do Estado”, completou Silvana.

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Sistema de segurança e Baep frustraram ação da quadrilha que atacou Araçatuba

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA A madrugada do dia 30 de agosto ainda permanece …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *