PREVENÇÃO - Evitar deixar água parada é uma das principais formas de prevenir a dengue

Araçatuba tem queda de 80% em casos de dengue

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

Araçatuba registra, até o momento, uma queda significativa nos casos de dengue em 2021 em relação ao ano passado.

De acordo com dados divulgados pela vigilância epidemiológica, o número de casos neste ano nos dois primeiros meses (janeiro e fevereiro) teve uma queda de mais de 80% em relação ao mesmo período de 2020.

No ano passado, o município fechou com o segundo maior número de casos desta doença na última década. A picada do mosquito aedes aegypti infectou 2.380 pessoas em 2020, sendo 868 delas (36,4%) nos meses de janeiro e fevereiro. O maior número de casos havia sido em 2019, com 7.879 infectados.

Já neste ano, nestes mesmos dois meses foram registradas 144 ocorrências, queda de 83,5% em relação ao ano passado.

Tanto no ano passado quanto neste ano foram registradas mortes por causa da dengue em Araçatuba. O último óbito ocorreu em maio de 2019. Em toda a década passada (2011-2020) foram apenas 3 mortes, sendo que as outras duas foram registradas em março de 2014 e janeiro de 2017.

O período entre janeiro e março costuma ser o mais preocupante para a vigilância epidemiológica quanto aos casos de dengue, porque é quando as altas temperaturas do verão se combinam com as chuvas típicas desta época do ano, o que aumenta a incidência de água parada dentro das residências, escritórios e demais locais, ambiente propício para o desenvolvimento do mosquito causador.

Até o momento, o mês de março de 2021 registrou 39 casos de dengue nos seus 19 primeiros dias. No ano passado, os casos de março representaram, sozinhos, 26,3% das ocorrências no ano todo, com 626 pessoas picadas pelo aedes aegypti.

No total, Araçatuba tem até o momento 183 casos de dengue registrados no ano. O número é contabilizado até o dia 19 de março, mas pode sofrer modificações por haver casos suspeitos em período de exame.

Bairros

O bairro com maior número de registros de dengue em Araçatuba neste ano é o Hilda Mandarino, que já teve confirmadas 21 ocorrências de pessoas que tiveram a doença do começo de janeiro até agora. O Umuarama, com 16 casos, vem em segundo lugar, dois bairros da zona leste do município.

O Jardim Ipanema, com 7 ocorrências, e o Águas Claras, com 6, ambos na zona norte da cidade, vêm logo na sequência entre os bairros com mais casos de dengue.

Cuidados

Altas temperaturas e chuvas frequentes favorecem o aumento de locais propícios para a proliferação do mosquito aedes aegypti. Por isso, além das medidas básicas para evitar o acúmulo de água parada, alguns cuidados com a limpeza são fundamentais para combater a proliferação da dengue e de outras doenças transmitidas pelo mosquito, como a zika e a chikungunya.

Redobrar os cuidados com ralos, descarte do lixo e a limpeza de calhas e de telhas são fundamentais para evitar o surgimento de novos criadouros.

Se os ralos da casa não possuem sistema para vedação, o recomendável é a instalação de telas. O mosquito gosta de lugares escuros e úmidos para se proliferar, por isso, os ralos são lugares ideais.

Outra dica é descarte do lixo corretamente e em horários próximos à coleta de lixo. Isso evita o acúmulo de água nos dias chuvosos.

É necessário também fazer a limpeza de telhas e calhas para evitar o acúmulo de água parada.

:


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Nova massa de ar frio pode provocar queda histórica na temperatura

Compartilhe esta notícia!ANTÔNIO CRISPIM – ARAÇATUBA Este ano estão sendo registradas temperaturas atípicas em várias …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *