ÓBITO - Mulher de 45 anos teve doença autoimune em decorrência da dengue

Araçatuba tem a primeira morte em decorrência da dengue no ano de 2021

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

O município de Araçatuba comunicou nesta sexta-feira (11) a primeira morte em decorrência da dengue registrada neste ano. Trata-se de uma mulher de 45 anos, que morava no Jardim Nova York, e que faleceu no último dia 4 de junho.

De acordo com a informação divulgada, a causa da morte foi admitida como arritmia cardíaca, após a paciente apresentar a síndrome de Guillain-Barré, doença autoimune derivada de um quadro registrado de dengue.

O início dos sintomas ocorreu em 18 de abril e ela esteve internada até o dia 19 de maio, quando recebeu alta hospitalar.

Este é o primeiro caso de morte em decorrência de quadro de dengue registrado em mais de dois anos no município. O último óbito informado havia sido em maio de 2019, de uma mulher de 78 anos, que morava no bairro Vila Industrial. Naquele ano, houve uma epidemia da doença em Araçatuba, com 7.879 casos.

Araçatuba registrou até esta sexta-feira (11), 994 casos de dengue no ano. O mês com maior incidência foi maio, que teve 341 registros. Abril (329), março (149), fevereiro (116) e janeiro (36) vem logo na sequência. O mês de junho teve até agora 23 casos.

No mesmo boletim, a vigilância epidemiológica de Araçatuba confirmou também que chegou a 500 o número de acidentes com escorpião neste ano na cidade. A média de picadas do animal peçonhento está em 3,08 por dia na cidade.

 

 

Veja também

Construtora utiliza reciclador de entulho em obras e entrega edifícios com captação de água da chuva

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA A sustentabilidade e a convivência entre o desenvolvimento e o meio …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *