PRISÃO - Cléber Andrade de Oliveira era procurado pela Justiça REPRODUÇÃO

Deic prende bandido procurado pelo assalto à Protege e morte de policial

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

Na manhã dessa sexta-feira (11), policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), prenderam Cleber Andrade de Oliveira, 43 anos, um dos bandidos mais procurados do país. Cleber Oliveira fez parte da quadrilha que assaltou a Protege e matou o policial civil André Ferro, em outubro de 2017, em Araçatuba. Outros integrantes da quadrilha já foram condenados e estão presos. Cleber Oliveira era um dos poucos que ainda estão foragidos. Ele tinha outros mandados de prisão e sua ficha criminal é extensa. Além do assalto à Protege em Araçatuba, participou de crime semelhante em Criciúma, em Santa Catarina.
O assalto à Protege, em Araçatuba, foi na madrugada do dia 16 de outubro de 2017, quando aproximadamente 30 pessoas fortemente armadas e com missões bem específicas, isolaram o Bairro Santana, sitiaram policiais militares dentro do quartel e incendiaram veículos. A sede da empresa de transporte de valores foi invadida mediante explosões. Estima-se que os ladrões levaram R$ 10 milhões.
O policial André Ferro, que residia naquela região da cidade, foi surpreendido pelos bandidos e executado a tiros. Outras duas pessoas foram feridas levemente.
A Polícia Civil de Araçatuba mobilizou várias equipes e adotou novas tecnologias nas investigações, conseguindo identificar a prender vários envolvidos no assalto.
JULGAMENTO
O processo foi dividido em partes e no ano passado foram julgados os primeiros envolvidos, com penas individuais que chegaram a superar 80 anos de reclusão. Este ano, outros envolvidos foram julgados e as penas também foram elevadas, superando 70 anos.
O processo do réu Cleber Andrade de Oliveira quanto ao caso Protege se encontra suspenso com base no Código de Processo Penal, estabelecendo que deverá haver suspensão do processo e do curso do prazo prescricional nos casos em que o acusado é citado por edital e não comparece espontaneamente, bem como não constitui advogado. Com a prisão dele, será citado pessoalmente para apresentar resposta escrita no prazo de dez dias. Em seguida, será designada audiência de instrução.
A reportagem apurou que continuam foragidos, com preventiva decretada, os réus Edson Vieira da Silva e Paulo Cesar de Assis.

INVESTIGAÇÃO

Cleber Andrade de Oliveira, com condenações por roubo e homicídio, estava foragido há vários anos. No entanto, a Polícia Civil estava investigando para localizá-lo. O
O Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), informou que Cléber estava em uma marina, que fica no bairro do Poço, em Votorantim. Ele não reagiu à prisão. Foram apreendidos um veículo e um jet-ski.

 

DESTRUIÇÃO – Antigo prédio da Protege ficou destruído com as explosões
ARQUIVO

Compartilhe esta notícia!

Veja também

Dupla presa pelo Baep com 29 quilos de haxixe

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – BRAÚNA No fim da tarde dessa terça-feira (19), equipe do …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *