VAZIO - Ala covid está sem paciente e está sendo desmobilizado

Santa Casa de Andradina celebra ocupação zerada do setor covid

DA REDAÇÃO – ANDRADINA

Já se passaram 21 meses desde a internação do primeiro paciente testado positivo para o coronavírus, fato que aconteceu no mês de março de 2020. Desde então, a ala Isolada do hospital seguiu por longos períodos com lotação máxima, e por diversas vezes, com necessidade de readequações para evitar a recusa de paciente.
“Passamos por diversos momentos da pandemia, aflitos com a possibilidade da falta de leitos”. Recorda o Médico Intensivista Dr. Rafael Marão, responsável pelo setor.
O hospital que após diversas adequações, passou a ofertar 29 leitos isolados, sendo 9 de enfermaria e 20 de UTI, também precisou contratar mais colaboradores para a alta demanda do setor.
A gerente de Enfermagem Sandra Chagas, ressalta a dificuldade tanto financeira quanto técnica em completar o quadro para atendimento. “No pico da pandemia, tivemos muitas baixas na equipe, afinal somos todos seres humanos, nossa equipe ficou sobrecarregada e infelizmente alguns, contraíram o vírus”.
Essa realidade vivida pela Santa Casa de Andradina, não foi diferente dos demais hospitais de todo o Brasil, a ressalva vem na porcentagem de pacientes recuperados. Em 1 ano de meio de atendimento foram registradas 901 internações, desses, 235 vieram a óbito, 61 foram transferidos e 482, receberam alta.
“Hoje, passar pelos corredores e ver esses leitos vazios, é uma sensação de vitória. Uma guerra que estamos vencendo juntos, diretoria, colaboradores e sociedade”, finaliza Sandra.
Assim, com a queda do número de internações, a Diretora da Santa Casa de Andradina, comunicou a Diretoria Regional de Saúde, sobre a desmobilização de nove leitos do Setor COVID.
“Ver esse setor sendo desmobilizado, é uma mistura de felicidade e alivio principalmente pelo fato de presenciar vidas que foram perdidas, onde nós mesmo com recursos, não conseguimos salvar e hoje; temos que celebrar, já são sete plantões sem nenhuma internação”, conclui Marão.
Mas mesmo com a baixa de casos positivos para COVID-19, tanto o corpo administrativo quanto clínico do hospital, ressaltam a importância da permanência das medidas preventivas, como uso de máscara, lavagem das mãos e principalmente, a vacinação total da população.

Veja também

Andradina inicia vacinação de crianças

DA REDAÇÃO – Andradina A primeira criança a ser vacinada em Andradina foi a pequena …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *