10.7 C
Araçatuba
quinta-feira, maio 19, 2022

Animais invadem cidades e assustam moradores

ANTÔNIO CRISPIM – ARAÇATUBA

 

A redução das áreas de mata e a falta de alimentos levam animais silvestres a incursionar em áreas urbanas. Em Araçatuba já foram encontrados tamanduá, capivara, onça, jacaré e outros animais. No sábado, moradores de duas cidades da região se depararam com animais. No final da tarde, mãe e filha viram um jacaré de pouco mais de um metro em área próxima ao centro. O réptil foi capturado e entregue à Polícia Ambiental na manhã de domingo. Já em Castilho, na noite do mesmo dia, uma onça parda foi filmada passeando em via pública próximo à escola Armel Miranda. O felino fugiu em uma área rural das proximidades.

O corretor Reinaldo Cardoso de Sá disse que a sua esposa e filha caminhavam próximo à área central da cidade quando viram o jacaré passeando na via pública. Preocupadas, elas o chamaram. Reinaldo teve a colaboração de outra pessoa e com técnica de captura usando laço, eles pegaram o jacaré e colocaram em uma caixa d’água. Imediatamente acionaram a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros. No domingo de manhã, o corretor comprou peixe para alimentar o jacaré. No final da manhã, uma equipe da Polícia Ambiental esteve no local e pegou o animal para dar a destinação adequada. 

Em Castilho, uma pessoa filmou o passeio de uma onça parda nas proximidades da Escola Armel Miranda. No trajeto, quando a onça tentou entrar em uma residência que estava com o portão fechado e um cachorro latia, o rapaz que filmava e que estava em um carro, pediu para o morador acionar a polícia. Como o carro estava acompanhando, a onça não parou e procurou um local para esconder-se. O rapaz que a filmava registrou quando ela entrou em uma área de canavial conhecida como Sítio do Turquinho.

Segundo o brigadista Messias Donega, não é a primeira vez que uma onça parda aparece naquela região da cidade. Isso deixa os moradores preocupados. Nessa segunda-feira, brigadistas fizeram rondas nas imediações para tranquilizar os moradores.

 

CIDADANIA

Tanto no caso do corretor Reinaldo Cardoso de Sá e a outra pessoa que atuou na captura do jacaré, em Mirandópolis, como em Castilho, com o rapaz que seguiu a onça até entrar no mato, foi uma ação de cidadão. Protegeram os animais que poderia ser mortos e até mesmo evitaram que alguém ou um animal pudesse ser atacado.

 

PERIGO – Onça passeando tranquilamente pelas ruas de Castilho
REPRODUÇÃO

Ultimas Noticias