Polícia prende companheiro de mulher que ligou ao Copom pedindo pizza em forma de socorro

Compartilhe esta notícia!

A Polícia Militar de Andradina prendeu, na manhã dessa terça-feira (15), o homem de 41 anos, suspeito de violência doméstica em que a mulher telefonou para o telefone 190 e pediu uma pizza como forma de disfarçar e pedir socorro ao policial militar que fazia o atendimento no Copom (Central de Operações da Polícia Militar) de Araçatuba. O caso teve ampla repercussão nacional. O suspeito foi detido por ter praticado diversos furtos na área comercial de Andradina após troca de informações em um grupo de WhatsApp da “Vizinhança Solidária”.

De acordo com informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, após tomarem conhecimento de furtos em duas lojas diferentes, os policiais passaram a realizar diligências e conseguiram encontrar o autor no cruzamento entre as ruas Rio de Janeiro e Dom Pedro I.

No momento em que avistou a viatura policial, o indiciado empreendeu fuga a pé por algumas quadras, até ser alcançado e detido ainda na posse dos objetos furtados. O investigado, que é natural de Ribeirão Preto, possui diversas passagens criminais pelas práticas de furto, roubo e violência doméstica. Além disso, ele esteve preso por dez anos na Penitenciária de Andradina, de onde saiu há cerca de um mês.

O homem recebeu voz de prisão em flagrante e foi conduzido ao Primeiro Distrito Policial, onde foi autuado em flagrante e permaneceu à disposição da Justiça. Este indivíduo também admitiu, informalmente, ter sido o autor do furto de um perfume em outro estabelecimento comercial na segunda-feira (14). Além disso, é o mesmo autor do crime de violência doméstica e receptação, no caso em que a vítima, sua amásia, ligou para o número 190 pedindo uma pizza, fato que gerou repercussão em nível nacional.

O CASO

O crime ocorreu há cerca de três semanas. Na ocasião, a mulher teria entrado em contato pelo telefone 190 e de maneira discreta solicitado uma pizza. Essa forma de agir foi entendida como pedido de socorro por parte da solicitante que sofre violência doméstica. Rapidamente, as viaturas se deslocaram até o endereço e se depararam com o autor na área da frente da residência. Ele, ao perceber a aproximação da viatura, entrou rapidamente no imóvel. Enquanto isso, a vítima foi ao encontro dos policiais e pediu para que verificassem a procedência de uma motocicleta que o companheiro trouxe e estava nos fundos da casa.

No quintal havia uma moto Honda/CG 150 Fan, produto de furto, na data anterior. O suspeito conseguiu fugir do local. Foi realizado cerco nas imediações, mas até o fechamento dessa edição ele não tinha sido localizado. Em depoimento, a declarante relatou que o amásio é de São José do Rio Preto e já esteve por mais de 20 anos preso e a ameaçou de morte e, caso não conseguisse, mataria seus filhos.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Dupla presa pelo Baep com 29 quilos de haxixe

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – BRAÚNA No fim da tarde dessa terça-feira (19), equipe do …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *