Polícia Federal prende mais um suspeito de ataques a bancos

A Polícia Federal deflagrou na manhã dessa terça-feira (14) uma operação contra a quadrilha suspeita de atacar as agências bancárias de Araçatuba no último dia 30 de agosto. Um homem foi preso na capital paulista e a polícia cumpriu outros 20 mandados de buscas em Araçatuba, São Paulo, Campinas, Piracicaba e Guarulhos.

A operação contou com o apoio da Polícia Militar. Segundo a PF, desde o dia dos fatos, a corporação trabalha na identificação e prisão dos integrantes da organização criminosa e, nesse momento, espera colher mais elementos em decorrência das buscas realizadas.

Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Federal em Araçatuba. A prisão temporária do oitavo suspeito ocorreu em São Paulo. Na capital paulista, a PF também cumpriu seis mandados de buscas, além de oito em Campinas, três em Piracicaba, dois em Araçatuba e um em Guarulhos.

“O indivíduo preso temporariamente foi interrogado e encaminhado ao presídio local, e permanecerá à disposição da Justiça Federal”, informou a PF.

Depois de 15 dias dos assaltos, a polícia já prendeu oito pessoas envolvidas na ação e identificou outras duas, que morreram por conta de um confronto com a Polícia Militar no dia dos fatos.

“A Polícia Federal continua seguindo todas as linhas de investigação possíveis e assim que novos resultados forem surgindo, fornecerá mais detalhes”, concluiu a nota enviada à imprensa.

ESTADO DE SAÚDE

A Santa Casa de Araçatuba atualizou o estado de saúde do paciente, de 31 anos, que continua internado desde a noite dos ataques. A vítima foi extubada, está consciente, mas segue internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em quadro clínico estável.

“Está sendo preparado para passar por cirurgia da especialidade Buco-Maxilo-Facial para correção de fratura de mandíbula”, informou a unidade hospitalar.

Esse será o segundo procedimento cirúrgico que o rapaz fará.

Veja também

Rapaz é preso após tentar furtar loja no centro de Três Lagoas

Um rapaz de 28 anos foi preso na sexta-feira (3) por policiais militares do 2º …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *