Polícia desarticula quadrilha que cometeu o golpe do bilhete premiado em Araçatuba

Compartilhe esta notícia!

Policiais civis do Deinter 8 de Presidente Prudente deflagraram na manhã dessa segunda-feira (1) uma operação para desarticular uma das maiores quadrilhas especializada em aplicar o golpe do bilhete premiado. Além de São Paulo também foram cumpridas medidas cautelares nos estados de Minas Gerais e Paraná. Em Araçatuba, três crimes do tipo foram cometidos pelos integrantes da associação criminosa.

De acordo com informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONA, a CPJ (Central de Polícia Judiciária) de Assis iniciou as investigações em julho de 2020 após dois golpes do tipo serem aplicados na cidade em um intervalo de 20 dias.

Com o trabalho de inteligência policial e captações de imagens em agências bancárias, pedágios e abordagem das vítimas, apurou-se a existência de uma associação criminosa que não cometida os delitos somente em Assis, mas em outras cidades do Estado.

De setembro de 2019 a fevereiro de 2021, a polícia constatou que a quadrilha agiu 13 vezes em Assis e em outra oportunidade no município de Cândido Mota. Ainda foram esclarecidos a participação de integrantes da organização em outras 14 ocorrências, sendo três em Araçatuba, uma em Bauru, três em Marília, quatro em Ourinhos, duas em Santa Cruz do Rio Pardo e uma em São José do Rio Preto.

Após concluir a fase principal de coleta de provas, atendendo pedido do delegado de polícia de Assis, José Gonçalves Júnior, A Justiça decretou as prisões temporárias de dez integrantes, 14 mandados de buscas, sequestros de bens móveis e imóveis, principalmente veículos, bem como bloqueio do dinheiro existente nas contas bancárias dos indiciados.

As prisões dos membros ocorreram nas cidades de Londrina (PR), onde residem os principais integrantes da quadrilha, Ibiporã (PR), Rancho Alegre (PR) e Poços de Caldas (MG). A operação contou com o apoio de 60 policiais civis, 15 viaturas da área do Deinter 8, além do apoio da Décima Subdivisão Policial de Londrina para os procedimentos de Polícia Judiciaria. Até o fechamento dessa edição, oito pessoas tinham sido presas. As investigações continuam.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Tribunal de Justiça anula sentença que condenou Luciano Justo no caso Mustang

Compartilhe esta notícia!O Tribunal de Justiça de São Paulo anulou a sentença proferida que condenou …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *