Home Plantão Policial PM prende suspeito de ter assassinado cuidadora no lugar do filho

PM prende suspeito de ter assassinado cuidadora no lugar do filho

5 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

A Polícia Militar de Buritama prendeu na noite do último sábado (03) Romerito Romão de Souza, de 37 anos de idade. Ele é suspeito de ter participado do assassinado da cuidadora de idosos Maria Pereira da Silva dos Santos, de 58 anos. Ela foi assassinada com um tiro no pescoço na noite de quinta-feira (1), dentro da própria residência em Coroados. O alvo seria o filho dela, de 25 anos.

 

De acordo com informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, os policiais militares faziam patrulhamento de rotina quando passaram em frente a uma casa, localizada na rua Joaquim Pereira Rosa, em Buritama. Os PMs já tinham informações de que o homem era procurado pelo homicídio, inclusive havia um mandado de prisão temporária contra ele.

 

Ao passarem em frente ao imóvel, as equipes o localizaram. Ao ver as viaturas, o indiciado tentou fugir correndo, mas foi abordado em um dos quartos. Ele resistiu à prisão, por isso foi necessária a força física. Depois de ser contido, o homem mostrou onde escondia entorpecentes.

 

Em vistoria em um armário, os PMs localizaram porções de maconha, cocaína, crack, além de uma balança de precisão. Romerito recebeu voz de prisão em flagrante e já está à disposição da Justiça. A arma utilizada na ação, assim como o segundo suspeito de ter participado do crime, não foram encontrados.

 

O CRIME

 

O assassinato da cuidadora ocorreu pouco depois das 21h em Coroados. Maria estava sentada nos fundos do corredor e fumava um cigarro. O filho dela estava em outro cômodo. De repente, os dois suspeitos chegaram em uma moto de cor escura.

 

Um deles estava armado e já foi disparando diversos tiros. Eles tentaram arrombar o portão e danificaram uma das grades. O filho da mulher conseguiu correr a tempo, mas chegou a ser atingindo de raspão por um tiro no pé. Mas a mãe dele não teve a mesma sorte. Ela foi atingida no pescoço. Pelo menos oito disparos foram disparados. Na sequência, a dupla fugiu em alta velocidade e não foi vista por mais ninguém.

 

Mesmo ferida, Maria conseguiu pedir ajuda. Policiais militares foram acionados e chegaram até a residência em poucos minutos. Enquanto isso, uma ambulância do município e uma unidade do Resgate já tinham sido acionadas para prestar socorro.

 

Os primeiros PMs que chegaram até o endereço encontraram a vítima caída na área dos fundos, mas ainda estava consciente. Ela conversava normalmente e contou que estava sentada quando viu os dois criminosos na moto. Eles já chegaram atirando e em determinado momento percebeu que tinha sido alvejada. A mulher contou também que o filho já vinha sendo ameaçado de morte, mas não sabia por quem.


Compartilhe esta notícia!