Mulher procurou o plantão policial para denunciar o companheiro

Mais dois idosos são vítimas de golpes envolvendo transações via PIX

Compartilhe esta notícia!

Mais dois golpes de transações via PIX foram comunicados à Polícia Civil de Araçatuba entre o fim da manhã e a tarde de quinta-feira (18). As vítimas são uma professora, de 68 anos, e um aposentado, de 84. O prejuízo total dos dois soma mais de R$ 7 mil.

A primeira a procurar a Central de Flagrantes foi a professora. Ela contou em depoimento aos investigadores que possui uma conta na Caixa Econômica Federal e ao tirar um extrato percebeu uma transação via PIX no valor de R$ 3.200,00, a qual não autorizou e muito menos realizou.

A vítima também descobriu que pessoa desconhecida fez um empréstimo em seu nome no valor de R$ 12.543,39 também não solicitado pela declarante. A professora foi até a agência bancária e foi orientada pelo gerente para que registrasse um boletim de ocorrência para depois retornar ao banco pedir a verificação da origem do pedido de empréstimo e transação indevidos.

O caso foi registrado como estelionato e a Polícia Civil abriu inquérito para dar prosseguimento às investigações. Até o fechamento dessa edição nenhum suspeito da ação criminosa havia sido identificado.

OUTRO CASO

Algumas horas depois desse primeiro registro, um aposentado de 84 anos também procurou a delegacia depois de ser vítima de um golpe parecido. Ele contou em depoimento também possuir uma conta na Caixa Econômica Federal e ao tirar um extrato percebeu transação não autorizada via PIX no valor de R$ 5.200,00.

O declarante relatou que há alguns dias recebeu a ligação de um homem, identificado como Tiago, o qual disse ser funcionário do banco e relatou que o cartão bancário do idoso havia sido clonado. A Polícia Civil também abriu inquérito para dar andamento às apurações. Nesta semana aumentaram as ocorrências desse tipo, principalmente contra idosos em Araçatuba.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Mulher denuncia o filho após ser agredida com cabo de vassoura

Compartilhe esta notícia!Uma técnica de enfermagem de 51 anos procurou a Central de Flagrantes de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *