Lavador de automóvel mata o irmão com 14 facadas em Andradina

Compartilhe esta notícia!

Um homem, identificado como Gilberto Bispo Cardoso, foi preso na noite de sexta-feira (7) depois de assassinar o próprio irmão, Giovano Bispo Cardoso, com pelo menos 14 facadas. O crime ocorreu na casa em que moram na rua Alexandre Salomão, no centro de Andradina. O homicídio teria acontecido, segundo o autor, depois de uma crise de esquizofrenia sofrida pela vítima. O caso será investigado pela Polícia Civil.

De acordo com informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, os policiais militares foram acionados pelo Copom (Central de Operações da Polícia Militar) para atendimento de agressão com arma branca no endereço. Chegando no local, os PMs fizeram contato com o autor. Ele contou que passou a discutir com o irmão, que sofria de esquizofrenia, e teria tido uma crise e feito ameaças de morte com um pedaço de madeira.

Em seguida, a vítima desferiu um golpe na cabeça de Gilberto. Este, para se defender, correu até a cozinha e se apoderou de uma faca. Mesmo assim, Giovano insistiu com as agressões e foi golpeado com várias facadas. Após ferir o irmão, o indiciado acionou a Polícia Militar.

Os PMs acionaram o Resgate para prestar os primeiros socorros. A vítima chegou a ser socorrida, mas chegou sem vida até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento). Segundo a equipe médica que realizou o atendimento havia 14 perfurações causadas por arma branca.

A área onde o crime ocorreu foi isolada para o trabalho da perícia técnica. Os peritos localizaram uma perfuração na janela e em uma das gavetas do guarda-roupas três cartuchos de calibre 22 e dois de 32. O suspeito confessou possuir uma arma de fogo e no momento da discussão teria efetuado um disparo para o alto na intenção de colocar medo em Giovano. Após dar o tiro, o investigado teria jogado o revólver em cima do telhado da casa vizinha. A arma foi encontrada, assim como a faca utilizada no assassinato. Os objetos foram apreendidos e seriam periciados. O laudo deverá ficar pronto em até 30 dias.

Diante disso foi dada voz de prisão a Gilberto por homicídio e posse ilegal de arma de fogo. Ele foi encaminhado até a delegacia para prestar esclarecimentos. Ele apresentava ferimentos leves na cabeça, mas não precisou passar por atendimento médico. O delegado plantonista manteve a detenção pelos crimes e o deixou à disposição da Justiça. A Polícia Civil vai abrir inquérito para dar andamento aos trabalhos investigativos.

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Bordador é morto com golpe de faca pelo amigo de infância

Compartilhe esta notícia!O bordador Sidney Rodrigues dos Reis, de 38 anos, foi morto a facadas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *