Justiça fará júri de membros de facção criminosa em salão paroquial de Mirandópolis

Compartilhe esta notícia!

A cidade de Mirandópolis se prepara para o julgamento de três homens acusados de matar um preso rival na Penitenciária 1 de Lavínia. O crime aconteceu no dia 26 de março de 2018. O júri ocorrerá no salão paroquial da Igreja Matriz São João Batista,

nessa quinta-feira (25), de maneira excepcional por conta da pandemia de coronavírus e porque a cidade não possui salão de júri no Fórum local.

Dois réus dizem ser integrantes de uma facção criminosa e outro afirma ser ex-membro. Os acusados são Marcos Douglas Lino de Araújo, 30 anos, Felipe Furlani, 31, e Edgard José de Souza Filho, de 33. Eles são suspeitos de matar por enforcamento o preso Marcos Caliese Pinheiro, de 46 anos. O crime ocorreu no banheiro do pátio do pavilhão 2 do presídio.

A juíza Thaís da Silva Porto, da 1ª Vara da Comarca de Mirandópolis, designou o julgamento ao salão paroquial em razão da pandemia de Covid-19 e por conta da cidade não possuir salão no Fórum. Um rígido protocolo sanitário deverá ser seguido. Por meio de uma nota, a assessoria de imprensa do TJ (Tribunal de Justiça) do Estado de São Paulo informou que somente os advogados de defesa, promotores e outros membros do Judiciário poderão participar do júri.

Além disso, a magistrada solicitou reforço policial nas imediações da igreja para garantir a segurança nas imediações. Na época do crime, o trio confessou o assassinato e revelaram possuir problemas pessoais com a vítima, mas que não tinham a intenção de matá-la.

Os advogados de defesa dos réus informaram que não há qualquer indício de autoria e materialidade nos autos processuais que remetem à participação no homicídio. Outros alegaram estar disputando um campeonato de futebol no presídio no momento dos fatos. Para a acusação, os detentos agiram com o intuito homicida e por motivo fútil, além de utilizar recursos que dificultaram a defesa da vítima.

Caliese estava caído no banheiro com uma corda amarrada no pescoço e pendurada a um gancho na parede quando foi encontrado por agentes penitenciários. Além disso, o rosto dele apresentava ferimentos. A reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL apurou que os três acusados apresentam uma longa fica criminal e já foram processados pelos crimes de tráfico de drogas e roubo majorado. O júri está marcado para começar às 9h30 dessa quinta-feira (25).

 

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Pintor é preso com mais de 80 pinos contendo cocaína

Compartilhe esta notícia!Um pintor de 21 anos foi preso na noite de sábado (15) depois …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *