Homem é preso e multado em R$ 7 mil por maus-tratos a animais

Compartilhe esta notícia!

Policiais militares prenderam um homem na tarde de sexta-feira (6) suspeito de maus-tratos a animais pela rua Simão Alves, em Valparaíso, na região de Araçatuba. Dois cães, uma gata e dois papagaios foram resgatados e estavam em situação insalubre. Além disso, o indiciado foi multado em R$ 7 mil.

De acordo com informações da Polícia Militar, as equipes foram acionadas pelo Copom para atendimento de maus-tratos a animais. Chegando ao endereço, juntamente com a médica veterinária do Centro de Controle de Zoonoses do município constataram os fatos.

O proprietário da residência franqueou a entrada dos PMs para averiguação. No fundo do quintal foram localizados dois cães magros, com feridas pelo corpo e mau cheiro. Também havia dois papagaios sem autorização ambiental presos em gaiola, um deles estava bastante sujo. Além disso, também havia uma gata.

As equipes também perceberam que no local não tinha água nem alimentação para os animais e o quintal estava em condições insalubres, contendo fezes de cachorros por toda a parte. Diante disso, uma equipe da Polícia Militar Ambiental também foi acionada para prestar apoio e confeccionou auto de infração por maus-tratos no valor de R$ 3 mil por cada animal, totalizando R$ 6 mil e mais mil reais por manter os dois papagaios, considerados animais silvestres, em cativeiro.

O investigado recebeu voz de prisão em flagrante e foi levado até a delegacia para prestar esclarecimentos. O delegado plantonista manteve a detenção por maus-tratos e o deixou à disposição da Justiça, sem o direito à fiança. A Polícia Civil abriu inquérito para dar andamento às investigações do caso. Os cães, a gata e os papagaios ficaram aos cuidados de uma ONG (Organização Não Governamental).


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Balconista é preso com 85 tijolos de maconha

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA O balconista G.G.S, 38 anos, residente em Goiânia (GO), …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *