Homem é preso após decepar o dedo da mãe com enxada

Compartilhe esta notícia!

Um rapaz, que não teve a idade divulgada, foi preso na tarde de sexta-feira (25) depois de agredir a mãe e o padrasto com uma enxada. O crime ocorreu na residência da família, localizada na rua Acre, no bairro Tirintan, em Avanhandava. O suspeito chegou a decepar o dedo da mãe.

De acordo com informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, os policiais militares foram acionados pelo Copom (Central de Operações da Polícia Militar) para atendimento de desinteligência e agressão entre familiares. Imediatamente, as viaturas se deslocaram até o endereço para averiguar a situação.

Chegando lá, os PMs fizeram contato com um casal. A mulher contou que teria sido agredida pelo filho, que já não estava mais ali. De posse das características físicas do autor, a polícia conseguiu localizá-lo alguns minutos depois na vicinal Armando Viana Egreja, já na saída da cidade, no sentido a Penápolis.

Em depoimento, o rapaz confessou ter agredido a mãe e o padrasto. Ele pegou a bicicleta do irmão, passaria no hospital de Penápolis e fugiria para Barbosa. A vítima teve ferimentos no dedo médio, que ficou parcialmente decepado, e no dedo anular, que foi mutilado na parte superior, além de escoriações no braço.

Ela teve que ser socorrida por uma ambulância do município e passar por atendimento médico a fim de realizar sutura nos locais de ferimentos. Por conta da gravidade, ela teve que ser transferida para a Santa Casa de Penápolis e lá permaneceu internada, em observação.

Já o homem também ficou ferido na face e nos braços, mas não quis ser socorrido. Ele ficou com medo do enteado retornar até o imóvel e provocar um incêndio criminoso. O indiciado também teve que ser socorrido, já que tinha uma lesão no joelho. Ele passou por atendimento médico, foi medicado e liberado na sequência.

O suspeito foi encaminhado para a delegacia, juntamente com a enxada utilizada nas agressões, e prestou esclarecimentos. O delegado plantonista manteve a prisão dele por violência doméstica e lesão corporal e o deixou à disposição da Justiça. A Polícia Civil abriu inquérito para dar andamento às investigações do caso.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Discussão por causa de cachorro termina em tiros

Compartilhe esta notícia!A Polícia Civil de Araçatuba vai investigar um atentado contra um casal de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *