24.1 C
Araçatuba
quarta-feira, agosto 17, 2022

Homem é preso após cortar os pulsos da ex-mulher

Mais uma tentativa de feminicídio foi registrada em Araçatuba no último fim de semana. Dessa vez, uma dona de casa de 47 anos teve os pulsos cortados pelo ex-marido, um homem também de 47 anos, no bairro Porto Real. O suspeito foi preso em flagrante.

 

Segundo informações do boletim de ocorrência, a vítima manteve um relacionamento amoroso com o autor durante alguns anos, mas há algum tempo se separou dele. No dia do crime, o suspeito a procurou na residência que mora, na rua Pedro Moreno.

 

Os dois começaram uma discussão, por motivos desconhecidos. Em determinado momento, o investigado pegou uma faca e cortou os pulsos da vítima. Ela saiu correndo pela rua, desesperadamente, e começou a gritar por socorro. O homem chegou a persegui-la com a faca, mas desistiu e foi embora depois de constatar que não conseguiria assaltá-la.

 

Vizinhos da dona de casa perceberam a situação e chamaram a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros. Uma unidade do Resgate foi até o endereço e prestou os primeiros atendimentos à mulher. Ela foi levada até o Pronto-Socorro Municipal, onde recebeu atendimento médico e permaneceu internada em observação.

 

OUSADIA

 

A ousadia do criminoso foi tão grande que alguns minutos depois da chegada dos policiais militares na cena do crime, ele voltou ao local para ver como estava a situação. Um sobrinho da vítima percebeu a presença do agressor e indicou aos PMs que ele seria o responsável pela tentativa de homicídio.

As equipes o cercaram e abordaram logo em seguida. Populares que acompanham os trabalhos quiseram linchar o suspeito, por isso ele foi colocado no compartimento de presos da viatura e rapidamente levado para a Central de Flagrantes, onde prestou depoimento.

 

O delegado plantonista registrou o caso como violência doméstica e tentativa de feminicídio. O homem passou por audiência de custódia na manhã de domingo (07) no Fórum do município e depois foi transferido para o Centro de Detenção Provisória de Nova Independência. A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o caso. Apesar de toda a situação, a dona de casa não corria risco de morte.

Ultimas Noticias