Depois de ser torturada durante toda noite, mulher denuncia marido

Compartilhe esta notícia!

Uma mulher procurou a base da Polícia Militar de Guararapes na manhã desse sábado (1) depois de ser torturada pelo companheiro e denunciá-lo por tráfico de drogas. O homem foi preso em flagrante minutos depois.

De acordo com informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, os policiais militares receberam na sede do quartel uma mulher que informou que estava sendo vítima de agressões e ameaças de morte constantemente, e que havia sido torturada durante toda a noite de sexta-feira (30).

Ela disse que se aproveitou de um momento de descuido do companheiro, ao tomar banho, e pegou rapidamente seu filho nos braços e correu para a sede da Polícia Militar em busca de socorro. De imediato, a equipe policial foi até a residência onde se encontrava o acusado, o qual se apresentou bastante agressivo e de posse de várias facas, assim como havia informado sua amásia. Diante do presenciado, o homem foi contido pelos policiais. Neste momento, a vítima disse que junto ao botijão de gás havia certa quantidade de entorpecentes e que o amásio comercializava a droga. A mulher também delatou que ao lado, em um terreno vizinho, o acusado enterrava o “grosso” do entorpecente.

Os PMs adentraram o terreno e localizaram mais drogas.  Assim foi dada voz de prisão em flagrante delito ao acusado por tráfico de drogas, violência doméstica e resistência. As partes foram encaminhadas ao plantão policial para as providências de Polícia Judiciária, ocasião em que o homem permaneceu preso à disposição da Justiça.

A vítima e o agressor foram encaminhados ao Pronto-Socorro Municipal para passar por atendimento médico. Depois foram liberados. A Polícia Civil abriu inquérito para dar andamento aos trabalhos investigativos.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Homem é preso com entorpecentes em Ilha Solteira

Compartilhe esta notícia!Um homem de 27 anos foi preso na noite de sexta-feira (7) depois …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *