Babá é presa suspeita de participação em assassinato de rapaz

Uma babá de 19 anos foi presa na sexta-feira (10) suspeita de participação no assassinato de Nathan Felipe Bernardes Machado, de 19, crime ocorrido em fevereiro deste ano no bairro Castelo Branco, em Araçatuba. A detenção foi realizada pela Polícia Civil após ordem da Justiça. Ela é filha de um dos acusados de terem atirado na vítima.

Conforme apurado pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, a Justiça também decretou a prisão da dona de um depósito de bebidas, de 35 anos, acusada de ser a mandante do homicídio, o qual teria sido praticado por matadores de aluguel.

Os suspeitos foram presos em novembro em Penápolis por extorsão e um deles confessou à polícia ter recebido cinco mil reais pelo assassinato. A suposta mandante é considerada foragida, já que até o fechamento dessa edição não havia sido localizada. Ela teria encomendado a morte do rapaz para vingar o pai dela, o funileiro Olair de Souza Carvalho, de 56 anos, morto a tiros em outubro de 2018. O pai de Nathan, identificado como Cleber Anderson Machado, de 40 anos, está preso e irá a julgamento pelo crime.

HOMICÍDIO

De acordo com informações apuradas pela reportagem na época, os policiais militares receberam informações do Copom (Central de Operações da Polícia Militar) dando conta de uma pessoa baleada pelo endereço, por volta das 23h, do dia cinco de fevereiro de 2021. Chegando no local, a vítima conseguiu dizer algumas palavras antes de ficar inconsciente. O rapaz teria dito que caminhava pela via pública quando o atirador desceu do carro e efetuou diversos disparos. Ele ainda mencionou a identidade do suspeito.

Em seguida, o estado de saúde da vítima se agravou. Ela foi socorrida por uma unidade do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência) até a Santa Casa, onde permaneceu internada. Segundo a equipe médica que prestou atendimento, o jovem foi atingido por pelo menos seis disparos, no ombro esquerdo, estômago, flanco, queixo, nas costas e de raspão em uma das mãos. O estado dele era considerado gravíssimo.

Os policiais civis e os investigadores da Divisão de Homicídios não conseguiram conversar com ele, pois naquele momento já estava impossibilitado. A morte de Machado foi confirmada horas depois, já por volta das cinco horas da manhã de sexta-feira (5).

O local onde os tiros foram disparados foi isolado para o trabalho da perícia técnica. Cerca de dez cápsulas e mais quatro projéteis de calibre 380 foram apreendidos para averiguação.

Veja também

Pintor é preso após furtar carro de luxo, fugir por rodovia e quase provocar acidente

Um pintor de 43 anos, natural de Ribeirão Pires, foi preso na madrugada dessa quinta-feira …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *