NOVOS RUMOS - Para a jornalista e pedagoga Daniela Lima, tem sido um momento de transformação

Pandemia desperta novas possibilidades de trabalho

Compartilhe esta notícia!

MARIANE MARTINS – TRÊS LAGOAS

A pandemia gerada pelo novo coronavírus provocou um movimento de transformação nas pessoas, tanto internamente, quanto no mercado de trabalho.

Muitos brasileiros aproveitaram o momento crítico para mudar de profissão, seja pela necessidade ou pelo despertar de viver algo novo.

Diante dos inúmeros efeitos causados pela quarentena, algumas mudanças vieram para ficar. Formada em artes cênicas, a jornalista e pedagoga, Daniela Lima (35), afirma que a pandemia tem sido um momento de transformação. “Foi através da pintura de telas a óleo que despertou minha inspiração para um novo recomeço. De início minhas obras foram presenteadas a pessoas especiais e amadas como meu padrinho de nascimento, meu irmão e um médico de Dourados (MS). Após essas obras, decidi tornar como forma de trabalho e resolvi cobrar um determinado valor combinado com o cliente, onde minhas telas são exclusivas. Muitas dessas telas foram enviadas para os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Pará, além de Aquidauana em Mato Grosso do Sul”, ressalta.

Conforme a artista, as mudanças vieram para ficar e o quanto antes o profissional fizer os ajustes para se adaptar a esse novo cenário, menor será o impacto na sua nova carreira. “Recomendo que de primeiro momento a pessoa esteja de bem consigo mesma. Buscar no seu intelecto a maneira de se descobrir com seu talento, todos tem em si um dom que precisa ser apreciado, cada indivíduo transmite seu melhor, independente de profissão. A vida nos permite a cada dia um novo começo, então acredite em si, no potencial e em seus sonhos. Também é preciso aprender e estar disposto ao novo e de fato continuar e aperfeiçoar com a atividade que escolheu desempenhar”, destaca.

Negócio de comida na pandemia

Vender comida caseira se tornou uma saída em situações de crise. Muita gente tem usado as panelas de casa para promover272 mudanças, dar a volta por cima e manter a renda.

O mecânico industrial, Emanuel Maiato (43), se prepara para abrir seu próprio negócio de comidas: “Azores Snacks & Drinks”. Natural da Ilha de São Miguel, localizado nos Açores em Portugal, o empreendedor viu na contramão da crise, uma chance de apostar no ramo de alimentação típica do país de origem. “A pandemia fez com que eu refletisse sobre a minha vida e nos meus sonhos. Eu sempre quis ser um empreendedor. Percebi então que tinha que começar a empreender”, afirma.

Conforme o novo empreendedor, antes da quarentena já existia a ideia de abrir um restaurante, no entanto os planos foram ajustados para o formato de entregas. “Devido a realidade atual muitas frentes de negócios tiveram que se adaptar para sobreviver. Mediante a situação, decidi optar pelo mais seguro, delivery”, conclui.

Tem bolinho de bacalhau, bolos lêvedos, bacalhau de natas, francesinhas, mas têm também pasteizinhos de Belém. As vendas são feitas por Whatsapp e redes sociais.

 

 

Serviço

Para encomendar um quadro da artista, Daniela Lima, basta entrar em contato pelo Whatsapp (67) 9- 9684-8290 (Dourados-MS) ou Facebook: Daniela Lima

Para encomendar delícias dos Azores, ligar para Emanuel Maiato no telefone (67) 9-9352-0880 (Três Lagoas- MS).

 

ALTERNATIVA – O mecânico industrial, Emanuel Maiato, decidiu investir no ramo gastronômico28

 

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Devido ao frio, secretaria vai vacinar pessoas com 29 anos ou mais no Ginásio “Cacilda Acre Rocha”

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS Três Lagoas recebeu do Ministério da Saúde, por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *