Madrugada de terror em Araçatuba

Compartilhe esta notícia!

ANTONIO CRISPIM

A madrugada desta segunda-feira (30) de agosto foi de terror em Araçatuba. A ação de um grupo criminoso com dezenas de integrantes deixou um rastro de destruição com mortos e feridos. O foco dos bandidos foi roubo a banco. Para isso, tentaram sitiar unidades policiais e isolaram o centro da cidade com explosivos. Há informações de que os explosivos tinham sensor de presença para detonação. Além disso, o grupo criminoso usou drones para monitorar a presença policial.

A reportagem apurou que antes da meia noite parte do grupo começou a delimitar o perímetro central onde seria desenvolvida a ação, inclusive barrando e retendo pessoas que passavam pelo local. Houve concentração de vários carros na esquina das ruas Olavo Bilac e Oswaldo Cruz. Neste local, por volta de 23h50, vários integrantes da quadrilha param pessoas e chegaram a agredir um motoboy, que também foi rendido.

Por volta de meia noite, com ação sincronizada, começaram os ataques  a unidades da Polícia Militar no Bairro Umuarama e do Santana. Próximo à esquina das ruas Aviação e Maurício de Nassau, rota de equipes da Polícia Militar para deixar o quartel, foram colocados três explosivos em dispositivos metálicos com aproximadamente 40 centímetros de altura. No total foram 20 pontos de explosivos em várias partes da cidade. Para desativar dos dispositivos foi acionada equipe especializada do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Polícia Militar.

VÍTIMA DE EXPLOSIVO

Jovem que estava de bicicleta passou perto de explosivo e houve detonação. Ele teve os pés amputados e ferimentos pelo corpo.

NOTA DA POLÍCIA MILITAR
Na passagem do dia 29 para o dia 30 de agosto de 2021, entre as 23h50min e 00h,
vários homens de posse de armas de grosso calibre e explosivos cercaram a área central da cidade, com o intuito de realizarem roubo a agências bancárias.
Pelo menos duas agências bancárias tiveram seus caixas danificados por ação de
explosivos e outras agências foram alvos de disparos de arma de fogo. Os infratores transeuntes que passavam no local como escudo humano para transitarem a pé e com os veículos utilizados na ação criminosa.
Os infratores utilizaram “Drones” para monitorar toda a ação, tanto na chegada ao
perímetro urbano como na fuga para a zona rural. Foram deixados explosivos em pelo menos 14 pontos da cidade, incluindo um caminhão carregado com emulsão de frente a uma das agências que foram atacadas. Policiais militares do GATE e do COE, que atuam na capital do estado, estão em Araçatuba para apoiar nas buscas e no recolhimento dos explosivos, bem como os BAEP das regiões de Bauru, Presidente Prudente e São José do Rio Preto foram acionados. Durante a fuga os veículos utilizados na ação foram deixados para trás com farta munição e armas de grosso calibre, dentre elas fuzis calibre .50 e 7.62 mm, além de “miguelitos”, que são artefatos de metal utilizados para furar pneus de veículos. Ainda não há um número exato de marginais, mas estimasse que a ação contasse com pelo menos 15 deles no centro da cidade.

Com a intenção de isolar a cidade, os infratores incendiaram veículos nas pontes do Rio
Tietê em Buritama e Santo Antônio do Aracanguá. Também incendiaram veículos próximo ao trevo de Guararapes e na praça de pedágio em Glicério, bem como dois veículos no centro de Araçatuba. Pelos menos três pessoas foram mortas durante a ação criminosa. Suas identidades ainda estão sendo checadas. Também há informações de que algumas pessoas deram entrada no Pronto Socorro Municipal com ferimentos provenientes de arma de fogo. Ainda não há o número exato de feridos e nem tão pouco suas identidades.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Balconista é preso com 85 tijolos de maconha

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA O balconista G.G.S, 38 anos, residente em Goiânia (GO), …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *