NECESSÁRIO - Bloqueio é importante para conhecer a realidade da doença na região DIVULGAÇÃO

Devido caso positivo de leishmaniose, Zoonoses realiza bloqueio canino na Vila Alegre

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS

Após a identificação de um caso positivo de leishmaniose em uma criança de 08 anos, o Centro De Controle De Zoonoses da Secretaria Municipal de Saúde de Três Lagoas realizou um bloqueio canino no bairro Vila Alegre. As equipes do CCZ visitaram as residências de nove quadras do bairro para examinar e fazer triagem com teste rápido em cães e, posteriormente, exame confirmatório ELISA.
De acordo com o médico veterinário do CCZ, Everton Ottoni, o bloqueio acontece sempre que um caso positivo em pessoas é registrado. Na área trabalhada, 46 cães foram testados, sendo que 21 foram identificados com a doença, já na triagem.
“O bloqueio canino é um procedimento de praxe e necessário. Quando recebemos o comunicado de um caso positivo de leishmaniose em humanos, é feito um levantamento (bloqueio canino) dos cães na região da residência do paciente. É feita a coleta de todos os cães acima de 04 meses de idade, para avaliação dos resultados no diagnóstico de leishmaniose canina. Após isso, o responsável pelo animal é informado sobre o resultado e orientado, conforme as normas a serem seguidas”, explicou.
Após o teste rápido detectar a leishmaniose, é realizada a sorologia para confirmar a doença. Caso positivo, o proprietário do cachorro deve fazer tratamento com veterinário ou encaminhar o animal infectado para a eutanásia.

NEGANDO PREVENÇÃO
Dos 165 moradores visitados, cinco recusaram a realização do teste. “Não existe uma obrigatoriedade do morador aceitar o teste. Sempre que há recusa, orientamos que faça exame particular para prevenção do animal e dos próprios moradores da casa. Ficamos preocupados quando isso acontece, porém, o dono do animal é de fato o responsável por ele”, considerou.

RESIDÊNCIAS VAZIAS
Outra questão que atrapalha a conclusão do trabalho da equipe do CCZ é a ausência dos moradores.
“Identificamos várias casas sem ninguém no período do bloqueio. Deixamos os contatos do nosso Setor para que agendem o teste, caso tenham cães na residência”.

O caso positivo confirmado nesta semana é o primeiro deste ano. O último registro aconteceu em novembro de 2020, que teve três casos durante o ano todo.

SERVIÇO
Para agendar o exame de leishmaniose canina, o cidadão pode ligar no telefone (67) 3929-1803 ou levar o animal até o Centro de Controle de Zoonoses, localizado na Rua Egídio Thomé – 5562, ao lado do Buracão do Jupiá.

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Prefeito discute projetos com o subsecretário da Juventude do Estado

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS O Prefeito de Três Lagoas, Angelo Guerreiro, recebeu …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *