20.3 C
Araçatuba
terça-feira, agosto 16, 2022

Serviços e comércio são os setores que lideram a geração de empregos em Araçatuba

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

No mês passado, Araçatuba registrou saldo de 339 empregos, resultado de 2.187 admissões e 1.848 demissões. Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) e foram divulgados ontem (28) pelo Ministério do Trabalho e Previdência. Birigui, a segunda maior cidade da região, teve saldo positivo de 211 empregos, com 1.343 admissões e 1.132 demissões. Andradina teve saldo positivo de 104 empregos. Em Araçatuba, os setores que mais empregaram foram serviços e comércio.

Conforme dados do Caged, nos cinco primeiros meses do ano (janeiro a maio), Araçatuba teve saldo positivo de 1.698 empregos, sendo que o setor de serviços foi o mais importante, com 1.431 vagas criadas, seguida do comércio, com 186 vagas. Birigui mantém a liderança na geração de empregos no acumulado de cinco meses, com 2.071 vagas criadas, sendo a indústria o maior empregador, com 1.393 vagas e serviços com 472. Depois vem Andradina, com 662 vagas criada no ano, sendo que o setor de serviços lidera com 337, seguida da indústria, com 287 vagas criadas.

Pelos dados do Caged observa-se que as cidades têm características econômicas diferentes, mas a geração de emprego segue a mesma tendência – serviços, indústria e comércio-. No mês passado, os maiores empregadores de Araçatuba foram serviços e comércio, mas no acumulado do ano, destaque para serviços e indústria. Já em Birigui, em Maio os principais empregadores foram indústria e comércio e no acumulado, destaque para indústria e serviços. Andradina em maio teve como destaque serviços, comércio e indústria, mas no acumulado, serviços e indústria se destacaram.

 

REGIÕES

Todas as cinco regiões brasileiras também tiveram saldo positivo, com destaque para o Centro-Oeste, cujo índice variou 0,94%, com um saldo de 33.978 vagas de emprego formais. Em seguida vêm o Norte (+0,82%, +16.091 postos, respectivamente); Nordeste (+0,73%, +48.847 postos); Sudeste (+0,69%, +147.846 postos) e Sul (+0,33%, +25.585 postos).

Em termos absolutos, as unidades federativas com maior saldo mensal, em maio, foram São Paulo, com um resultado positivo de 85.659 postos (variação positiva de 0,67% em comparação a abril); Minas Gerais (+29.970 postos ou +0,68%) e Rio de Janeiro (+20.226 postos, +0,61%). Ainda em termos absolutos, Sergipe: (+855 postos, +0,30%); Roraima (+494 postos, +0,75%) e o Amapá (+334 postos, +0,46%) foram os estados com menor saldo. 

 

BRASIL

O Brasil registrou um saldo de 277.018 novos empregos formais. No mês passado foram registradas 1.960.960 contratações com carteiras assinadas e 1.683.942 desligamentos.

 

Ultimas Noticias